Preço do litro da gasolina passa de R$ 4 em alguns postos no Plano Piloto

Após percorrer Asas Sul e Norte, além do SIG, reportagem encontrou preços variando de R$ 3,84 a R$ 4,27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/09/2017 15:20 / atualizado em 05/09/2017 22:48

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press

Com o novo reajuste da Petrobras no valor da gasolina, de 3,3%, que começou a valer a partir desta terça-feira (5/9), o consumidor tem que desembolsar até R$ 4,27. Ao percorrer as Asas Sul e Norte e o Setor de Indústrias Gráficas (SIG), o Correio encontrou preços que começam em R$ 3,84 no litro da gasolina comum. 
 
 
Nos postos visitados pela reportagem, o menor preço foi encontrado no Eixinho Norte, na altura da 212, onde o preço na bomba a R$ 3,84 provocou uma longa fila de carros. Já o mais caro também foi na Asa Norte, na 202, onde se cobra R$ 4,27 pelo litro da gasolina comum (veja tabela abaixo).
 
Os preços praticados mostram como os preços subiram de forma galopante nas últimas semanas. Segundo apurações do Blog do Vicente, em meados de julho, era possível encontrar gasolina abaixo de R$ 3 no DF. Em 5 de agosto, os valores cobrados variavam de R$ 3,68 a R$ 3,89. E, no último dia 17, o valor praticado já ultrapassava os R$ 4 em diversos postos.

Consumidores indignados    


A vendedora Jaqueline Gomes, 32 anos, diz que esse aumento rápido já pesa no orçamento de casa. "Eu gasto R$ 50 reais por dia com combustível. Agora, com esse novo aumento, devo gastar, em média, R$ 75", calcula. "E tenho outro problema: não posso passar o reajuste para o consumidor", ironiza.

Para o advogado Antônio Carlos Meneses, 68 anos, o cartel dos postos é uma realidade no DF. "Não tenho dúvidas de que ele exista. Para mim, ele nunca acabou. O governo precisa agir", opina. A avaliação do consumidor tem respaldo de pesquisa do Procon do Distrito Federal, segundo a qual, dos 43 postos analisados pelo órgão, 32 subiram as margens de lucro após alteração na tributação federal e majoração no Pis/Cofins
 
Aliada à suposta ação das empresas, está a tributação. Esta semana já começou com o anúncio de que a gasolina sofreria reajuste de 3,3% a partir de hoje. Na semana passada, a Petrobras havia anunciado a correção de 4,2%. O diesel, por sua vez, teve reajuste de apenas 0,1%. Antes, o combustível já havia subido 0,8% e 4,4%. 

A companhia informou, por meio de um comunicado, que o novo reajuste foi decidido pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP), convocado quando há necessidade de alterar os preços dos combustíveis em mais de 7% no mesmo mês. Os novos preços ocorreram depois que o furacão Harvey fechou refinarias nos Estados Unidos e ocasionou no aumento dos valores de referência do combustível na semana passada.
 

Tabela preços gasolina comum (Asa Sul, Asa Norte e SIG)


Asa Norte
Eixinho L 
212 Norte: R$ 3,84
206 Norte: R$ 3,99
208 Norte: R$ 4,16
210 Norte: R$ 4,16
214 Norte: R$ 4,16
204 Norte: R$ 4,19
202 Norte: R$ 4,27

Asa Sul
Eixinho L
210 Sul: R$ 3,99
212 Sul: R$ 3,99
214 Sul: R$ 3,99
206 Sul: R$ 4,15
204 Sul: R$ 4,16
202 Sul: R$ 4,17
 
SIG Quadra 3
Shel: R$ 3,87
Petrobras: R$ 4,17

 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
FERNANDO
FERNANDO - 06 de Setembro às 07:50
será que o governo não enxerga, sobe a gasolina sobe tudo e ainda dizem que não tem inflação.o preço do petróleo sobe a gasolina aumenta, o preço do petróleo cai, a gasolina aumenta, será que alguém pode explicar essa matemática. Ou é matemática do povo paga mais como sempre.
 
Vaneide
Vaneide - 05 de Setembro às 23:41
País rico em petroléo e a nossa gasolina a esse preço absurdo. Tem que fazer boicote