Adolescente é espancado por moradores ao tentar furtar celular em Ceilândia

Ele teria dado soco em uma mulher de 30 anos na tentativa de pegar o celular dela

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/09/2017 20:40 / atualizado em 05/09/2017 20:42

Um adolescente de 15 anos foi espancado após furtar uma mulher em Ceilândia. O caso aconteceu por volta das 16h desta terça-feira (5/9), depois que o rapaz tentou levar o celular de uma vítima de 30 anos, no P Norte. Depois da ação, o garoto teria sido espancado e um carro passado por cima dele.


Segundo informações da Polícia Civil, a mulher estava saindo de casa quando foi abordada pelo adolescente. Ele teria agido com violência e dado socos e tapas na vítima. O marido da mulher viu a situação e pediu por socorro. Logo depois, alguns vizinhos pegaram um carro para perseguir o garoto, que estava acompanhado de um homem de 20 anos. 
 
O adolescente foi alcançado duas quadras depois do local do crime. Ao menos quatro homens que viram a mulher pedindo socorro teriam dado murros no garoto. Antes disso, o condutor de um carro ainda não identificado teria avançado sobre o menor. Ele ficou com feridas no rosto, pernas e mãos.

Equipes da 19ª Delegacia de Polícia (P Norte) que circulavam pela região flagraram o momento em que o adolescente era espancado. Quem o batia fugiu ao ver o veículo da polícia. O garoto foi levado para a unidade policial e logo em seguinda para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC). Policiais militares que monitoravam a região conseguiram prender o adulto.
 

Reação

 
Não é a primeira vez que investigadores da 19ª Delegacia de Polícia (P Norte) registram um caso em que moradores se revoltaram contra suspeitos de roubo. "Em dois anos é o segundo caso. A reação da população preocupa, uma vez que nunca se sabe se aquele indíviduo pode estar armado ou não", detalha o chefe da unidade, delegado Fernando Fernandes.

Segundo Fernandes, a reação pode ter sido motivada pelo modo de ação do adolescente. "Ele fingiu que estava com uma arma por debaixo da blusa e agiu de modo totalmente violento. Ele deu socos na mulher e ainda rasgou a camisa dela. Isso tudo na porta da casa da vítima", detalha o delegado.  

Com o comparsa do adolescente, a polícia ainda localizou uma porção de cocaína. O homem foi autuado em flagrante por porte de entorpecentes e corrupção de menores. Juntos os crimes podem levar a reclusão de 10 a 18 anos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.