Defesa espera 40 mil pessoas no Desfile de Sete de Setembro na Esplanada

A celebração do Dia da Independência começa às 9h de amanhã e deve se estender até o meio-dia, com diversas apresentações. Quem for assistir deve tomar cuidado com o sol e a baixa umidade e se manter hidratado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/09/2017 06:00 / atualizado em 06/09/2017 08:44

 Breno Fortes/CB/D.A Press


Brasília se prepara para o tradicional desfile cívico em comemoração ao Dia da Independência. A previsão do Ministério da Defesa é de que 40 mil pessoas acompanhem a celebração do 7 de setembro na Esplanada dos Ministérios. Programado para começar às 9h, deve durar até o fim da manhã, por volta das 12h. A apresentação da Esquadrilha da Fumaça é aguardada com ansiedade pelo público, assim como a formação da pirâmide humana dos militares do Batalhão da Polícia do Exército. Este ano, 26 homens se apresentarão em cima de uma moto.

A Esquadrilha da Fumaça fará duas apresentações: vai abrir o desfile, às 9h, e volta para encerrar o evento. Serão sete aeronaves, modelo A-29 Super-Tucano, que vão fazer uma escrita surpresa no céu. A demonstração aérea terá cerca de 50 manobras, com 22 militares envolvidos na missão.

O desfile cívico militar começa após a apresentação do comandante militar do Planalto, general de Divisão Luiz Carlos Pereira Gomes, ao presidente Michel Temer. A chegada do chefe do Executivo ao palanque está programada para as 8h55, em carro oficial fechado. Ao todo, 2.995 militares participarão do evento. A ordem de apresentação é pelo critério de antiguidade. Primeiro entram os 575 militares da Marinha do Brasil, seguidos de 1.066 do Exército Brasileiro e os 422 da Força Aérea Brasileira. Os efetivos da Força Nacional de Segurança Pública, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros entram logo em seguida, com 162, 320 e 446 militares, respectivamente.

Haverá, ainda, apresentação do Grupamento do Segmento Feminino, de estudantes das escolas públicas, como do Colégio Militar de Brasília, e dos alunos da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman). Além do desfile das tropas, 155 carros serão exibidos no desfile e haverá a participação de 302 animais e 276 cavaleiros. Cem integrantes do Batalhão da Guarda Presidencial e 50 da Polícia do Exército também estarão presentes. “Esse é um momento de exaltação ao civismo um pouco esquecido, mas conseguimos reunir um público militar e civil”, destacou o oficial de Comunicação do Comando Militar do Planalto, tenente-coronel Alberto Ramos.

Trânsito

A interdição do trânsito na Esplanada dos Ministérios começa a partir das 22h de hoje, para a montagem final das estruturas do desfile e disponibilização de espaço para veículos e tropas participantes. A via S1 será fechada na altura da Catedral Metropolitana de Brasília e o tráfego de veículos na N1 interrompido na altura do acesso pela L4 Norte. A liberação do trânsito está prevista para o início da tarde de amanhã, mas está condicionada à desocupação total das vias pelos pedestres.

As vias S2 e N2 serão utilizadas como rotas alternativas. Quem for ao evento de carro poderá estacionar nos anexos dos Ministérios e no Supremo Tribunal Federal (STF). No entanto, os acessos aos túneis do Palácio Itamaraty e da Catedral, sentido via S1, estarão fechados.

A Polícia Militar detalhará o esquema de segurança do evento hoje à tarde. No ano passado, um total de 1,5 mil policiais militares atuaram no desfile na Esplanada dos Ministérios. Na Via N1, do Palácio do Planalto até a Rodoviária do Plano Piloto, ficaram distribuídos 1,4 mil militares do Exército Brasileiro. Bombeiros militares, agentes do Departamento de Trânsito (Detran-DF) e policiais civis também auxiliaram na segurança.

Tempo

Para quem não pretende perder nenhum momento da festa é importante tomar cuidados. O tempo estará quente e seco no horário do desfile. A meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) Maria das Dores de Azevedo alertou que a temperatura máxima pode chegar a 28ºC e a umidade relativa do ar deve chegar a 25% nas horas mais quentes do dia. “O céu deve ficar claro a parcialmente nublado com névoa seca. Em relação ao que já passamos, não estará tão seco, mas, como estará quente, a sensação será de calor e secura. Por isso, é importante tomar cuidado e se manter bastante hidratado, além de evitar exposição excessiva ao sol”, destacou.

A coordenadora de Gestão de Risco de Desastres da Subsecretaria de Defesa Civil, major Solange Ribeiro, recomendou o uso de protetor solar, especialmente em crianças e idosos, além de uso de bonés ou chapéus, alimentação leve e uso de roupas claras, mas, especialmente, de manga cumprida. Também é importante a ingestão de água. “Além disso, é necessário que, se a pessoa não estiver se sentindo bem, procure um profissional socorrista, como os bombeiros ou equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência)”, destacou.


Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.