Especialista detalha o passo a passo para sucesso nos negócios

Bate-papo da EI! Comunidade de Empreendedorismo reúne pessoas de várias idades e diversas regiões do DF para debater os primeiros passos para tirar uma ideia do papel

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/09/2017 21:15 / atualizado em 06/09/2017 21:17

Camila de Magalhães/FAC/D.A Press

Criar um serviço, lançar um produto, abrir um negócio. Para uma boa ideia sair do papel, tornar-se realidade e dar certo, existe um longo caminho a percorrer. E isso inclui desenvolver habilidades empreendedoras, alinhar bem o papel dos sócios, pensar se ela atende o que o mercado precisa e testar o produto numa escala pequena antes de produzir em grandes quantidades. Colocar isso tudo em prática pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso. Essas foram algumas das dicas dadas por Mariana Nogueira na segunda edição do bate-papo Ei! Explore, realizado no Espaço Chatô, pela EI! Comunidade de Empreendedorismo, da Fundação Assis Chateaubriand na terça-feira. Participaram do evento mais de 30 pessoas de várias idades e com as mais diferentes histórias de vida.
 
 
Com ampla bagagem sobre validação de negócios promissores, a diretora da First Aid Foundation, representante da aceleradora de startups Techmall e consultora do Sebrae Mariana Nogueira compartilhou os conhecimentos e trocou experiências com os participantes. Segundo ela, é importante a ideia ter um propósito por trás para dar certo. “O perfil que busca o dinheiro pelo dinheiro não sobrevive. Se a pessoa não tem muitas convicções, os argumentos vão se acabando. Os que vão ganhar dinheiro com um negócio são os que têm um propósito, uma causa por trás”, destacou a especialista.

Rede de contatos

 
Pensar fora da caixinha foi o que trouxe o consultor de parcerias estratégicas de cooperação Cézar Oliveira para o bate-papo. Ele está tirando do papel um empreendimento para o Entorno do DF. “Compartilhar esse tipo de conhecimento em nosso país é importantíssimo para o desenvolvimento sustentável. A iniciativa de trazer a coletividade de Brasília a palestras desse nível nos engrandece”, observou.
 
As dicas também foram bem-vindas para Mariana Fernandes, 28 anos, que está abrindo um negócio voltado a incentivar mulheres empreendedoras em pequenos negócios. “O encontro trouxe, de forma muito simples, um tema complexo, mas que é essencial. Qualquer pessoa que não fez nada de negócios conseguia entender. Também acho que em Brasília falta muito esse contato com outros empreendedores. Gostei da ideia da comunidade EI!”, disse Mariana.
 
Aos 37 anos, Victor Delgado largou o emprego de 15 anos em uma grande construtora brasileira para empreender.  “Estou tendo algumas ideias e descobri aqui uma comunidade interessante, porque a gente faz networking, conversa com pessoas que têm o mesmo propósito. Os encontros estão me ajudando também com os conceitos, com o acesso a conteúdo e a experiências de outras pessoas”, comentou.


Anote

 
O próximo encontro da série EI! Explore está previsto para 21 de setembro, no Espaço Chatô. A proposta é juntar pessoas com atitude empreendedora e colocar em debate temas relevantes para quem pensa de forma criativa e acredita no potencial inovador de Brasília. E o valor do ingresso são os participantes que definem. A colaboração serve para viabilizar a realização de mais eventos e fortalecer a EI! Comunidade de Empreendedorismo. Informações: www.facbrasil.org.br.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.