Sistema fica fora do ar e atrasa atendimento no Hospital de Base

Área de triagem da unidade de saúde ficou lotada no início da tarde desta quinta

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/09/2017 18:57 / atualizado em 14/09/2017 22:23

Ricardo Faria/Esp. CB/D.A. Press

 
O sistema de registro de Guia de Atendimento Emergencial (GAE) do Hospital de Base do DF (HBDF) ficou fora do ar, no início da tarde desta quinta-feira (14/9). Com isso, o pronto-socorro, que recebe em média 250 pessoas por dia, ficou com o atendimento comprometido, fazendo com que a espera pela triagem durasse mais de uma hora.

Segundo informações de pacientes, uma longa fila se formou no local onde eram feitas as guias. "Chegamos aqui às 13h e fomos informados de que teríamos de aguardar o retorno do sistema", disse Norma de Faria, que acompanhava o filho Bernardo em um atendimento. Ela informou que só conseguiu fazer a ficha médica quase uma hora após um princípio de tumulto. "Uma senhora estava desesperada, com o pai passando muito mal. Ela brigou com os servidores, que, então, decidiram fazer a ficha manualmente", contou.
 
Carlos Alberto de Lira, 52 anos, chegou à unidade hospitalar por volta das 12h. Ele quebrou o fêmur há cinco meses e enfrenta o mesmo problema quando precisa recorrer ao HBDF. "Isso aqui (cair o sistema) é rotina. É um descaso, e o servidor não tem culpa. Atrasa o atendimento", reclamou.
 
A Secretaria de Saúde confirmou o problema com o sistema Trackcare e informou que "os pacientes estão tendo acesso normalmente à emergência, somente com um tempo um pouco maior para preenchimento das guias de atendimentos". Para os casos de quem precisa de clínica médica, a secretaria disse que orienta-se a procurar uma outra unidade médica, o que ocorre normalmente, visto que na emergência do HBDF não há essa especialidade.
 
Segundo a pasta, houve uma parada inesperada em um Centro de Processamento de Dados e uma equipe técnica trabalha na recuperação do sistema. A expectativa é de que o sistema volte a funcionar ainda hoje.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.