Dia D de Vacinação teve fila na Asa Norte e pouca procura na Estrutural

Mutirão ocorre para atualização da caderneta de vacinação de crianças a menores de 15 anos. Campanha termina dia 22 de setembro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/09/2017 15:20

Mayara Subtil/Esp. CB/D.A Press
               
O Dia D da Vacinação, que ocorre neste sábado (16/9), movimentou postos de saúde em todo o Distrito Federal. Segundo a Secretaria de Saúde, até às 11h, 767 doses tinham sido aplicadas. O Correio percorreu os locais de vacinação e, na Asa Norte encontrou filas, estoque insuficiente de vacinas e um posto fechado que constava na lista da Secretaria. Na Estrutural, a pouca procura preocupou agentes de saúde. 
 
 
Quem foi ao posto de saúde da 408 Norte encontrou os portões fechados e teve que se deslocar para outras unidades de atendimento. No Centro de Saúde nº 13, que fica na altura das quadras 114/115 Norte, a demanda era grande pela manhã. Havia muita fila e pessoas com crianças de colo aguardando atendimento. A servidora Ana Paula Soares, de 35 anos, que estava com dois filhos pequenos no colo, sendo um de 2 e outro de 3 anos, estava no posto há mais de 40 minutos aguardando e ainda não havia sido atendida. “Não é nem por conta do atendimento, mas mais pelo fato de eu ter que me deslocar para outro lugar sem saber se meus filhos precisam ser vacinados ou não. É o jeito”, lamenta. 

O movimento foi tão grande que a vacina para HPV feminino e masculino foi rapidamente esgotada no posto. A orientação aos pais e familiares que não estavam conseguindo ser atendidos de imediato era de seguirem para postos do Lago Norte e da 905 Norte, pois a informação era de que estavam com o movimento menor e atendimento mais rápido. “O HPV é a que está sendo mais procurada pelas pessoas dessa região, mas a vacina é sempre reposta, então não falta”, comentou a diretora de Atenção à Saúde da Região Centro Oeste, Rosania Araújo, que saiu da Vila Planalto para dar auxílio nos postos da Asa Norte. 

Mayara Subtil/Esp. CB/D.A Press


Ao contrário da 114/115 norte, o movimento no Centro de Saúde nº 4, na Estrutural, estava tranquilo. A enfermeira e coordenadora da Campanha no posto, Charmene de Alcântara Menezes, ficou preocupada com a pouca procura pelos postos da cidade neste ano. “Ano passado foram mais de 1,5 mil pessoas à procura por deixar a caderneta de vacinação em dia. Espero que mais gente venha”, opina. 

Desde a última quarta-feira (13/9), só 364 pessoas compareceram ao posto, onde 171 delas foram vacinadas. Assim como no posto nº 13, a vacina contra HPV feminina e masculina era a mais pedida. Para os adolescentes, a de meningite era a que mais faltava. No posto, há 20 profissionais trabalhando. “A orientação é de que, realmente, as pessoas venham hoje, senão os trabalhos serão dobrados durante a semana”, conclui a enfermeira Charmene de Alcântara Menezes.  
 

Dia D de Vacinação 

 
O Ministério da Saúde promove, das 8h às 18h deste sábado (16/9), o "Dia D" referente à Campanha Nacional de Multivacinação, quando postos de saúde estarão abertos em todo o Brasil para a atualização da caderneta vacinal. No Distrito Federal, os trabalhos foram iniciados na manhã de hoje, com a abertura no Centro de Saúde 15, na Vila Planalto. Rosania Araújo, diretora de Atenção à Saúde da Região Centro Oeste, espera que as pessoas estejam com a caderneta de vacinação o mais atualizada possível. “É um dia de grande participação da população do DF. Tomara que não precisemos vacinar tanta gente”, opinou. Cerca de 106 postos estarão abertos. 

A dona de casa Luciene Carvalho, 37 anos, conta estar aliviada por detectar que seu filho de 8 anos está com a carteira de vacinação em dia. "Ainda vou ver da minha menina de 15 anos, mas é bom saber que um deles não precisa", contou. Denise Souza, 30 anos, fez questão de levar os três filhos, um de 8, outro de 5 e o pequeno de 1 ano para vacinar logo cedo. "Que bom que deram essa atenção para as crianças. Bom que, caso precisem, já vacinam todas logo", afirmou. 

Cada posto de saúde conta, em média, com uma equipe de cerca de 10 servidores recomendamos, além de 13 profissionais distribuídos entre técnicos, médicos e enfermeiros. No total, cerca de 20 vacinas estão sendo disponibilizadas para crianças de colo até menores de 15 anos. A campanha já ocorre desde o dia 11 de setembro e vai até o dia 22 deste mês. Mas, de acordo com informações de Denildo Menezes, responsável pela área de imunização e agravos, hoje é feito um mutirão para quem precisa estar com as vacinas em dia. "Hoje é um dia muito importante, pois é uma ação enorme da Saúde. Esperamos que poucas pessoas precisem atualizar suas carteiras", explicou. 



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.