Secretaria de Saúde anuncia ampliação na oferta de vacina antirrábica

Pasta credenciará clínicas veterinárias e instituições de ensino particulares para aplicação gratuita das doses em animais durante todo o ano

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/10/2017 18:42 / atualizado em 03/10/2017 23:14

Gabriel Jabur/Agência Brasília

A Secretaria de Saúde anunciou, nesta terça-feira (3/10), um projeto de ampliação da campanha de vacinação antirrábica no Distrito Federal. De acordo com a subsecretaria de Vigilância em Saúde da pasta, o GDF receberá o apoio de clínicas e hospitais veterinários particulares, além de instituições de ensino superior para aumentar a quantidade de vacinas oferecidas aos animais.
A medida será promovida por meio de três etapas, nas quais as instituições e clínicas serão cadastradas. As empresas serão autorizadas a aplicar as vacinas antirrábicas gratuitamente em animais. O objetivo é disponibilizar as doses em mais localidades, durante todos os dias do ano. O projeto de descentralização pretende alcançar 80% dos animais do DF, por meio da disponibilização de 565 pontos de vacinação.

“Hoje, o Distrito Federal não alcança a estimativa estabelecida por causa da metodologia de vacinação concentrada”, avaliou o subsecretário de Vigilância em Saúde, Marcus Quito. 

O credenciamento das clínicas será dividido e ocorrerá em três estapas: de outubro de 2017 a abril de 2018; de maio de 2018 a maio de 2019; e de junho de 2019 a maio de 2020. Segundo a pasta, o processo será anunciado por meio de edital. 

A Secretaria de Saúde ainda informou que as unidades particulares serão identificadas pela logomarca do programa e os donos de animais poderão agendar a aplicação. O governo espera que, a partir de 2019, não seja mais necessário marcar campanhas de imunização contra a raiva animal.

Neste ano, o "Dia D" para vacinação de animais de área urbana ocorrerá em 25 de novembro. Já o dos animais de área rural, em 2 de dezembro.
 
Com informações da Agência Brasília 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.