Chuva encerra outubro mais seco dos últimos 50 anos, diz Inmet

Previsão do tempo para esta terça-feira é de chuva e céu nublado. Entretanto, choveu apenas 15% do esperado para outubro, diz Inmet

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/10/2017 08:20 / atualizado em 31/10/2017 08:42

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
 
Choveu apenas 15% do esperado para o mês neste outubro atípico, que termina nesta terça-feira (31/10). De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o acumulado dos últimos 30 dias foi de 25,4 milímetros, bem abaixo dos 166mm esperados para o período. Porém, esta terça-feira encerra o mês com mais um dia chuvoso, o sexto consecutivo. O céu fica nublado a parcialmente nublado, e a temperatura não passa dos 26°C.

As chuvas desta última semana de outubro aliviam o que o Inmet acredita ser o período mais seco dos últimos 50 anos. O meteorologista Manoel Rangel atribui a baixa umidade ao fenômeno El Niño, anomalia causada pela mudança de temperatura da água no Oceano Pacífico e que atinge a América do Sul. "A massa de ar seco, que sempre existiu nesta época, fica ainda mais forte. Isso inibe a formação de nuvens", explica. 

Para novembro, porém, o Inmet prevê chuvas na média do mês, em torno de 230,1mm. O tempo deve permanecer fechado e chuvoso ao menos até 10 de novembro, incluindo o feriado prolongado. As temperaturas vão baixar, e, na sexta-feira (3/11), os termômetros não devem marcar mais do que 21°C — um contraste em relação aos recordes de calor de outubro, com pico de 37,3°C no último dia 15.
 
Com a pista molhada, vale redobrar o cuidado no trânsito. No domingo (29/10), dois acidentes causaram estragos nas pistas do Distrito Federal. Em um deles, um homem sofreu fraturas expostas após capotar o carro. Em outro, uma mulher foi levada ao Hospital Regional da Asa Sul (Hras) com um corte na cabeça. 

Alívio


A volta das chuvas deve trazer algum alívio à crise hídrica. No entanto, o nível dos reservatórios segue muito baixo. No sistema Santa Maria, há 23% do volume útil disponível. Situação ainda mais crítica na barragem do Descoberto, com capacidade de apenas 8%.

Por isso, a expectativa da ampliação do racionamento para 48 horas consecutivas se mantém. Não há ainda previsão de início da medida, mas o Governo do Distrito Federal reiterou os pedidos para que a população economize água. Confira aqui as cidades atingidas pelo rodízio nesta terça-feira.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.