Casos de estupro aumentam 30% entre janeiro e outubro de 2017

Entre janeiro e outubro de 2017, número de ocorrências aumentou em 30%. Houve queda de 18,4% no acumulado de 10 meses

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/11/2017 12:17 / atualizado em 07/11/2017 18:54

Mayara Subtil/Esp.CB/D.A Press
Entre janeiro e outubro deste ano, o número de registro de estupro aumentou em 30% com relação ao mesmo período do ano passado, que ficou em 566 casos contra 743 em 2017. A especialista em assistência social da Secretaria de Estado de Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestimidh), Miriam Pondaag, justificou, durante coletiva, que tal aumento nos registros se deve a ações governamentais intensificadas desde maio deste ano, principalmente em escolas e creches pelo Distrito Federal.

 
“Me deparei, ao final dos programas pelas regiões, com crianças e adolescentes vindo até nós falando sobre a violência em casa. Mas isso não significa que o crime tenha aumentado ou diminuído. Pelo menos as pessoas estão tomando mais coragem”, disse Miriam. 

Já o número de homicídios teve queda de 18,4% no acumulado de janeiro a outubro, sendo o menor registrado desde 2000. Segundo o secretário de Segurança Pública e da Paz Social (SSPDF), Edval Novaes, somente em outubro, houve duas ocorrências e uma nova vítima a mais. “No caso de crimes de latrocínio, tivemos duas ocorrências e duas vítimas a mais. Ou seja, aumento em 7,7% de ocorrências e 5,7% de vítimas”, explicou o secretário.

Quanto ao comparativo a roubos no mesmo período do ano passado, o de pedestre subiu 8%. De veículos, o crime declinou 24,7% e coletivo diminuiu 49,6%. Já em comércios, roubos subiram 10,6% e assaltos em residência aumentaram 7,9%. No caso de furtos em veículos, chegou a um aumento de 20,5%. 

Mortes no trânsito caíram

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) registrou, em 11 meses, diminuição no número de mortes no trânsito pelo Distrito Federal. De acordo com o diretor-geral do Detran, Silvania Fonseca, desde dezembro de 2016, essa redução ocorre mensalmente. “É algo inédito registrado pelo departamento, se compararmos ao mesmo período do ano passado”, afirmou o diretor. 

Pelo levantamento do mês de outubro, 29 pessoas morreram em acidentes de trânsito, sendo 12% a menos, caso comparado a outubro de 2016, que registrou 33 mortes. Ao todo, de janeiro a outubro de 2017, o Detran-DF salvou mais de 100 vidas.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.