Metroviários paralisam 100% das atividades até as 16h30

Nenhum trem vai circular das 12h as 16h30, mesmo assim, Metrô-DF prevê volta para casa com 18 trens

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/11/2017 12:13 / atualizado em 09/11/2017 12:30

Minervino Junior/CB/D.A Press


A falta de funcionários vai paralisar 100% do Metrô-DF das 12h até as 16h30 desta quinta-feira (9/11). Anteriormente, havia sido acordado que 10 trens circulariam nesse horário. Segundo a assessoria de imprensa do Metrô-DF, a mudança de turno dos funcionários prejudicou ainda mais o funcionamento das linhas, já que os funcionários que estavam trabalhando estão indo embora. Até o momento, o metrô estava contando com o trabalho de gerentes e funcionários que não aderiram à greve.

 

Mesmo assim, a empresa garante que a volta para casa deve ser tranquila, com 75% dos trens no horário de pico. A previsão é que das 16h30 às 20h30, 18 trens voltem a circular. De manhã, as catracas chegaram a ser liberadas para os passageiros.

 

Leia mais notícias em Cidades

 

Uma reunião entre a presidência do Metrô-DF e o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do Distrito Federal (SindMetrô-DF) está prevista para ocorrer ainda hoje. 

 

O DFTrans e a Secretaria de Mobilidade disponibilizaram 69 ônibus extras para atender à população nas regiões por onde circula o metrô. São 9 ônibus adicionais em Águas Claras, 29 em Ceilândia, 2 no Guará, 4 em Taguatinga e 23 em Samambaia. Do total, 51 são articulados e 16, básicos, de acordo com o plano emergencial da Secretaria de Mobilidade. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.