Quarto dia de paralisação: Metrô fecha nesta segunda-feira

Apenas no domingo, os metroviários trabalharam para atender os candidatos que fizeram a segunda fase do Enem

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/11/2017 10:12 / atualizado em 13/11/2017 17:52

Minervino Junior/CB/D.A Press

Passageiros relataram mais uma manhã de incertezas e atrasos no quarto dia de paralisação do Metrô. As portas das estações fecharam às 10h desta segunda-feira (13/11). Segundo informações de funcionários, o Metrô reabre às 16h30 e vai fechar novamente às 20h30. 


O estudante Paulo Henrique Souza Marques, 22 anos, disse que a paralisação tem prejudicado a chegada para a faculdade. Por conta disso, o jovem, que desceu na estação da 114 Sul, precisa sair uma hora mais cedo de casa, em Samambaia. "Os trens têm demorado e estão mais lentos. Tenho horário certo para chegar na faculdade. Espero que (a greve) acabe logo", contou Paulo.
 
Antonio Cunha/CB/D.A Press

Danielle Oliveira, 30 anos, moradora da Ceilândia, chegou a perder uma prova no dia que a greve foi declarada. "Se eu tentasse pegar ônibus, ficaria duas horas no trânsito. Todos esses dias de greve tenho chegado bastante atrasada. Agora mesmo estou no metrô e já vou perder um horário de aula", explicou a estudante de Letras da Universidade de Brasília (UnB). 
 
Antonio Cunha/CB/D.A Press

A paralisação dos metroviários dura cinco dias. Somente no domingo, por decisão judicial expedida pelo Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10), as portas ficaram abertas para atender os candidatos durante a segunda fase do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

Consultado, o Metrô informou que o Sindicato dos Metroviários não tem cumprido com o acordo. Segundo a estatal, as estações deveriam rodar com, ao menos, 10 trens em horário de pico durante a greve. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.