Mulher usa faca para ameaçar funcionários de posto de saúde

Levada a uma delegacia, a mulher confirmou as ameaças e alegou que agiu dessa forma depois de tentar ser atendida seguidas vezes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/11/2017 13:23 / atualizado em 13/11/2017 17:30

Reprodução/ internet

Uma mulher de 39 anos foi levada à delegacia após ameaçar funcionários do Centro de Saúde Número 1, do Recanto das Emas, com uma faca. De acordo com a Polícia Civil, ela confirmou as ameaças e alegou que agiu dessa forma por não ter sido atendida pela terceira vez no mesmo dia.


Leia as últimas notícias de Cidades

Em depoimento à polícia, uma funcionária do local detalhou que a paciente chegou ao centro na tarde da última quinta-feira (09/11) e foi informada de que as senhas já tinham sido distribuídas e que precisava retornar na semana seguinte. A servidora disse ainda que a mulher jogou um envelope em sua direção e saiu bastante irritada.
 
Ao retornar à unidade, ela portava a faca e fez as ameaças, que foram registradas em vídeo por um servidor. Nas imagens, é possível ver que um segurança tenta acalmá-la enquanto ela movimenta a faca e a bate contra portas e paredes.
 
 

Motivação

 

Uma equipe da Polícia Militar que patrulhava o local foi deslocada ao centro de saúde, localizado na Quadra 307. Os policiais encontraram a faca no cesto da bicicleta da mulher. Aos militares, ela alegou que chegou ao local às 14h e que foi informada que deveria voltar às 15h30. No entanto, diz que chegou ao local às 15h15, mas não foi atendida. A mulher também teria dito que uma funcionária do posto a olhou de maneira preconceituosa por ela estar usando o uniforme do Serviço de Limpeza Urbana (SLU).

 

A mulher foi conduzida à 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas), onde assinou um termo de compromisso de comparecimento e foi liberada. A faca usada para a ameaça foi apreendida. Ela responderá na Justiça. 


Por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa, a Secretaria de Saúde detalhou que a paciente procurou a unidade de saúde para consulta na quinta-feira (9/11) e retornou à tarde para mostrar o resultado de um exame de raios X. O órgão explicou que a mesma servidora que a atendeu pela manhã alegou que não havia possibilidade de atendimento naquele momento. "A unidade funciona com três equipes da Estratégia Saúde da Família, além dos atendimentos realizados na própria UBS. A paciente é moradora da região e tem histórico de agressividade na unidade de saúde", detalha o texto.

A Secretaria de Saúde ainda solicitou a remoção, com reposição da carga horária, de duas técnicas de enfermagem ameaçadas, para garantia da integridade física, assim como o aumento do número de vigilantes para o local. O órgão detalhou que, atualmente, a unidade conta com um vigilante pela manhã e outro à noite.

*Estagiária sob supervisão de Humberto Rezende
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.