Alunos enfrentam filas e demora no atendimento do DFTrans

Segundo funcionários, o tamanho da fila deve-se à quantidade de agendamentos apenas para o dia, que vai se estender durante a próxima quinta e sexta-feira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/11/2017 11:53 / atualizado em 14/11/2017 17:30

Mayara Subtil/Esp.CB/D.A Press

Os estudantes que chegaram na Rodoviária do Plano Piloto na manhã desta segunda-feira (14/11) se depararam com uma longa fila, que dava voltas pelo saguão ligada à Estação Central. Toda a espera de pais e alunos é para adquirir a liberação do cartão do Passe Livre Estudantil, no posto do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans).


Mas, a constante espera na fila não é incomum para os usuários. Segundo relatos de estudantes, na entrega do benefício no ano passado, a situação estava conturbada. O aluno do segundo ano do Ensino Médio Frank Oliveira, 16 anos, conta que tudo isso é por causa da lentidão no sistema. “É complicado. Tem que tirar o dia inteiro para isso. E olha que há o agendamento prévio”, explicou o jovem, que veio com a mãe, a diarista Wilma Oliveira, 53 anos, da Ceilândia para conseguir a liberação. “Não sei o motivo de tanta demora. Não é somente para pegar o cartão? Isso tinha que ser mãos fácil”, protesta a diarista. 

“Se fosse para pegar ou carregar o cartão, isso tinha que ser automático”, declarou o estudante de Direito pela Universidade de Brasília (UnB), Denilson Lopes, 22 anos. O rapaz, que mora em Samambaia e pega duas conduções para chegar à universidade, diz que seria muito difícil ter de pagar até quatro passagens por dia. “Ainda mais com esses últimos aumentos na passagem. Eu prefiro ficar na fila o dia todo, se for o caso. Mas isso é bastante cansativo”, afirmou Denilson. 

De acordo com funcionários, o tamanho da fila deve-se à quantidade de agendamentos apenas para o dia, que vai se estender durante a próxima quinta-feira (16/11) e sexta-feira (17/11). Ate o fechamento desta matéria, o DFTrans não se pronunciu sobre a situação. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.