DF teve 4.524 casos prováveis de dengue até 25 de novembro

Ao menos 12 pessoas morreram. Boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde apontou, ainda, 146 casos prováveis de chikungunya e 84 de zika vírus.

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/11/2017 17:16 / atualizado em 30/11/2017 19:28

Ed Alves/CB/D.A Press

 

O Distrito Federal teve 4.524 casos prováveis de dengue até 25 de novembro. Os dados são do Informativo Epidemiológico nº 43, divulgado pela Secretaria de Saúde nesta quarta-feira (29/11). As cinco regiões administrativas com maior incidência de caso são Planaltina, com 512 registros; Ceilândia, com 499; Samambaia, com 300, São Sebastião, com 277; e Taguatinga, com 273 suspeitas.



Leia as últimas notícias do Distrito Federal

Ainda de acordo com o informativo, são 3.991 são moradores de Brasília e 533 de outros estados. Segundo os dados, 51% das pessoas tinham de 20 a 19 anos; 22%, de 5 a 19 anos; 18%, mais de 50 anos; e 9%, até 5 anos. Entre os que moram na capital, 20 casos são considerados graves e 12 pessoas morreram. No mesmo período em 2016, ocorreram 42 casos graves e 23 óbitos.

Outras transmissões por Aedes aegypti

Além do levantamento sobre a dengue, o GDF identificou outros 146 casos prováveis de chikungunya e 84 de zika vírus. Na primeira situação, 119 eram moradores do DF. As regiões administrativas com maior incidência foram Ceilândia e Taguatinga, com 15 registros cada; São Sebastião, com 13; e Samambaia com 12.

Já no caso do zika vírus, consta no boletim da Secretaria de Saúde que 63 pacientes moram no DF. As maiores incidências foram em Samambaia, com 11 casos, em Taguatinga, com 7, Planaltina tece 4 suspeitas; Gama e Riacho Fundo II , 4 cada; e 3 em Santa Maria.

Com informações da Agência Brasília
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.