Motorista envolvido em acidente com morte no Park Way presta depoimento

O homem era procurada desde 2 de dezembro, data da ocorrência. Na delegacia, ele alegou ter sido atingido por outro veículo e, por isso, invadiu a pista contrária

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/12/2017 22:42 / atualizado em 04/12/2017 22:51

CBMDF/Divulgação

O motorista suspeito de atingir outros dois veículos em acidente de trânsito que deixou uma pessoa morte e feriu outras três, prestou depoimento na noite desta segunda-feira (4/12). Ele deixou o local do acidente e era procurado pela polícia.
 
 
De acordo com informações iniciais da 21ª DP (Taguatinga Sul), responsável pelo caso, Márcio Wallace Vieira Santos, 35 anos, chegou acompanhado da defesa e afirmou que outro carro teria batido nele, o que fez com que perdesse o controle e invadisse a pista contrária. Ele alegou, ainda, que não estava sob efeito de álcool e andava na velocidade da via. 
 
Porém, o condutor de outro carro, Thiago Trindade, marido de Arlete Teixeira Trindade, morta no acidente, conta outra versão. Segundo ele, Márcio estava tentando forçar passagem, mas, como não houve abertura, ele insistiu no acesso pela direita, acabou perdendo o controle e batendo no carro, ocasionando o acidente. 
 
O caso foi enquadrado com acidente de trânsito com vítima fatal, mas, de acordo com o delegado responsável pelo caso, Raimundo Vanderly Melo, o tipo do processo pode sofrer alterações. "A tipificação será concluída após collhermos os depoimentos das vítimas, de outras testemunhas e também do resultado do laudo perícial", destacou. O prazo para conclusão do inquérito policial é de 30 dias. 
 

Batida na madrugada

 
Márcio Wallace dirigia uma Mitsubishi ASX quando bateu em um Honda Fiat ao invadir a contramão na madrugada de domingo (3/12), na EPVP, após a linha do metrô e próximo ao posto policial do Park Way. Após o acidente, o veículo de Márcio colidiu com um poste de iluminação, que ficou danificado. Ele fugiu do local. 
 
O carro estava no nome da mulher de Márcio. Localizada pela polícia, ela contou que o marido voltou para a casa da família, no Guará, pegou uma moto e saiu sem dar explicações nem dizer aonde iria. 
 
Thiago, o motorista do Honda, ficou ferido e foi conduzido ao Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF). A passageira, Arlete, sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. Um terceiro veículo também se envolveu no acidente, ferindo mais duas pessoas, que foram encaminhadas para o Hospital do Guará. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.