Publicidade

Estado de Minas

GDF anuncia ações para intensificar operação Tapa-Buracos nesta sexta

Iniciativa custará aos cofres públicos cerca de R$ 300 mil por mês. Em janeiro, Executivo local vai disponibilizar aplicativo de mapeamento de buracos


postado em 29/12/2017 17:43 / atualizado em 29/12/2017 18:47

Empresas responsáveis pela recuperação do asfalto farão horas extras até o fim das chuvas(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Empresas responsáveis pela recuperação do asfalto farão horas extras até o fim das chuvas (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)


Dois meses após o início das chuvas, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) anunciou, nesta sexta-feira (29/12), ações de intensificação da operação Tapa-Buracos e da manutenção de áreas verdes no Distrito Federal. A exemplo, as empresas responsáveis pela recuperação do asfalto farão horas extras aos sábados até o fim do período chuvoso. 


Em cada dia extra trabalhado, serão aplicadas 600 toneladas de massa asfáltica nas ruas. A iniciativa custará aos cofres públicos cerca de R$ 300 mil por mês. "Fizemos um alinhamento com todos os administradores regionais. Além das horas extras das equipes da Novacap, a ideia é que a prioridade deles também seja a recuperação das avenidas. Vamos atuar fortemente nesse sentido", disse o chefe do Palácio do Buriti.

Ademais, em janeiro, o governo deve lançar um processo licitatório para escolher outras quatro empresas para incrementar a equipe da operação Tapa-Buracos. Também no próximo mês, o Executivo local disponibilizará um aplicativo de mapeamento de buracos. Na plataforma, a população poderá fazer alertas sobre os danos ao asfalto das avenidas, com a inserção de fotos, que serão avaliadas pelas equipes da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). 


Manutenção de áreas verdes


Em novembro, as regiões administrativas ficaram cerca de 20 dias sem ações relativas à roçagem. A interrupção do serviço aconteceu entre o fim da vigência de uma licitação e a escolha das novas empresas que ficariam à frente da manutenção. 

Com o pregão eletrônico finalizado, o governo economizou 50,8% do montante destinado ao corte de mato e atividades similares, percentual equivalente a R$ 65 milhões. Os contratos, estimados inicialmente em R$ 128,5 milhões, ficaram em R$ 63 milhões.

Presidente da Novacap, Júlio Menegotto garante que, num período de 15 a 20 dias, as podas serão colocadas em ordem. "Já temos 600 funcionários mobilizados nas ruas. A ideia é que, com o trabalho de todos, as roçagens entrem na normalidade em pouco tempo", pontuou. 
 

Mais chuvas 


O volume de chuva em dezembro ultrapassou a média prevista pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) em 4%, com precipitação de 254,8mm. Para o fim de semana, são esperadas pancadas de chuvas por todo o Distrito Federal, principalmente no período da tarde.

Para janeiro, o instituto estima uma média de 247,4mm. De acordo com o meteorologista Mamedes Luiz Melo, a primeira quinzena de 2018 deve ser mais chuvosa que o restante do mês.
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade