Publicidade

Estado de Minas

Já é carnaval! Suvaco da Asa inicia série de eventos dos blocos em Brasília

Ao menos 24 eventos estão confirmados pelos blocos de Brasília, a partir de hoje, quando acontece festa organizada pelo Suvaco da Asa. Governo do DF anuncia a liberação de R$ 5 milhões e estima 2,5 milhões de foliões nas ruas, 1,5 milhão a mais do que no ano passado


postado em 06/01/2018 08:00 / atualizado em 08/02/2018 19:35

Pablo Feitosa e André Lima, dois dos responsáveis pelo Suvaco da Asa, que faz festa hoje para arrecadar dinheiro para o desfile do bloco, no Eixo Monumental, em 27 de janeiro (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press )
Pablo Feitosa e André Lima, dois dos responsáveis pelo Suvaco da Asa, que faz festa hoje para arrecadar dinheiro para o desfile do bloco, no Eixo Monumental, em 27 de janeiro (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press )


Brasília já se prepara para o carnaval. De hoje a 13 de fevereiro (último dia de folia), as ruas da capital vão estar salpicadas de glitter, serpentina e foliões. As vias para carros e ônibus darão lugar aos tradicionais trios que, entre ritmos como samba, axé e as marchinhas, devem quebrar a rotina e embalar o Distrito Federal.

Os blocos, que mudaram o carnaval de Brasília nos últimos três anos, devem atrair 2,5 milhões de pessoas em 2018, segundo a Secretaria de Cultura — 1,5 milhão a mais do que no ano passado. Em 2017, eles levaram 1 milhão de foliões às ruas. Em 2016, foram 370 mil. Ao menos 24 eventos pré-carnavalescos e carnavalescos estão confirmados para 2018.

Assim como nos dois anos anteriores, a concentração do Suvaco da Asa, no dia 27, será no gramado em torno da Funarte. A expectativa de público também continua a mesma de 2017: 60 mil pessoas. “Diferentemente de 2017, o nosso ponto final será na Torre de TV. Antes, descíamos só pelo Eixo Monumental. Prometemos música nordestina e outras surpresas.  Estamos acostumados com a chuva”, completa Pablo, entusiasmado, mesmo com a possibilidade de chuva. O Suvaco da Asa vai contar com a participação da Associação Recreativa Unidos do Cruzeiro (Aruc), maior vencedora dos desfiles das escolas de samba do DF.

Samba e frevo e axé

Os organizadores do Encosta que Cresce, que anima os brasilienses desde 2014, têm o planejamento definido. Esperam atrair 80 mil pessoas. Uma das principais atrações prometidas pelo bloco é a cantora Nadjane Souza, ex-vocalista do grupo Olodum, que vai movimentar a festa com ritmos de samba, frevo e axé. “É o primeiro carnaval dela em Brasília. Nosso bloco retrata bem o cenário de Salvador. Fora que Brasília é o quinto maior polo de todo o país”, cita João Edson Pereira Sertão, do Encosta que Cresce.

O Galo Cego, que há sete anos anima o Setor Comercial Sul, anuncia um trio elétrico que vai tocar samba, samba-rock e “axé das antigas”. Diferente da maioria, que confecciona camisetas e acessórios, Fábio Aires, um dos responsáveis pelo evento, explicou que o bloco estimula as pessoas a saírem de casa fantasiadas. “Esse é o espírito. Queremos que os mais novos saibam como é o carnaval de raiz”, disse Fábio. O pré-carnaval está marcado para 3 de fevereiro.

Espera por apoio


A Secretaria de Cultura vai destinar R$ 5 milhões ao carnaval. A quantia vai custear a logística para as apresentações dos blocos de rua e das escolas de samba e eventos diversos promovidos em 19 regiões administrativas. Do total, R$ 525 mil serão destinados à contratação de 40 artistas locais por meio de chamamento público. Eles vão se apresentar nos blocos em programação a ser definida. 

“O carnaval se aproxima e não vimos a cor do dinheiro para garantirmos a segurança dos foliões”, reclama o coordenador do Abrindo a Roda Paulo Sá, que sai em 28 de janeiro. “Não sabemos nem dos critérios da distribuição do dinheiro. Queríamos estar pensando nas fantasias, mas, sem dinheiro, não tem como”, emenda a responsável pelos blocos da Praça dos Prazeres, Juliana de Andrade.

O badalado Babydoll de Nylon, que alegra os brasilienses desde 2011, é um dos blocos que não recebeu retorno do governo. Rosely Youssef, responsável pelo bloco, disse que aguarda resposta até 10 de janeiro. A preocupação do Babydoll, segundo ela, é a garantia da segurança do público. Em 2017, o bloco recebeu cerca de 165 mil pessoas na Praça do Cruzeiro. A expectativa era de apenas 80 mil. “Ainda estamos vendo com o GDF. Colocar um bloco na rua custa caro e o nosso cresceu muito”, argumenta Rosely.

A Secretaria de Cultura informou, por meio de nota, que ainda consolida o cadastro dos blocos inscritos pelo Centro Integrado de Atendimento ao Carnavalesco. A pasta afirmou, ainda, que “o planejamento para a estrutura do carnaval está em andamento e que, em breve, deverá repassar aos foliões”.

Programe-se


  • Hoje

Abre Alas – Prévia do Suvaco da Asa
Espaço Cultural Canteiro Central 
(SCS, Quadra 3, Bl. A, lote 210, Ed. Paranoá)
Das 20h às 4h
Ingresso a R$ 20 (1º lote)
Classificação indicativa livre

  • 12 de janeiro

Baile do Amor
Espaço Cultural Canteiro Central 
(SCS, Quadra 3, Bl. A, lote 210, Ed. Paranoá)
Das 22h às 5h.
Ingresso a R$ 20
Classificação indicativa livre

  • 20 de janeiro

8º Desfile das Virgens da Asa Norte
Museu Nacional da República 
(Eixo Monumental)
A partir das 12h.
Entrada franca
Classificação indicativa livre

  • 26 de janeiro

Segura o Coco
Praça Central do Paranoá
Das 17h à 0h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

  • 27 de janeiro

Desfile Oficial do Suvaco da Asa
Funarte Brasília
Das 9h às 22h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

Divinas Tetas

(foto: Helio Montferre/Esp. CB/D.A Press )
(foto: Helio Montferre/Esp. CB/D.A Press )


Espaço Cultural Canteiro Central (SCS, Quadra 3, Bl. A, lote 210, Ed. Paranoá)
A partir das 22h.
Ingresso a R$ 20
Classificação indicativa livre

Vai com as Profanas
Setor Comercial Sul (Praça Central)
Das 15h à 0h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

  • 28 de janeiro

Maria Vai Casoutras
Praça dos Prazeres, 201 Norte
Das 14h à 0h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

Abrindo a Roda
Parque do Sudoeste
Das 10h às 16h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

  • 3 de fevereiro

Bloco do Peleja
Praça dos Prazeres, 201 Norte
Das 14h à 0h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

Bloco do Galo Cego
Outro Calaf (Setor Bancário Sul)
Das 13h às 19h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

  • 4 de fevereiro

Bloco Falta Pouco
Praça dos Prazeres, 201 Norte
Das 14h à 0h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

Encosta que Cresce

(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press )
(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press )


Estacionamento do Ginásio Nilson Nelson
Das 14h às 22h.
Entrada franca
Classificação indicativa livre

  • 5 de fevereiro

Me Engole que Eu Sou Jiló
Praça dos Prazeres, 201 Norte
Das 18h à 1h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

  • 8 de fevereiro

Bora Coisar
Praça dos Prazeres, 201 Norte
Das 16h às 21h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

Bora pra Cuba
Praça dos Prazeres, 201 Norte
Das 21h à 0h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

  • 9 de fevereiro

Rejunta meu Bulcão

(foto: Bruno Peres/CB/D.A Press )
(foto: Bruno Peres/CB/D.A Press )


Praça dos Prazeres, 201 Norte
Das 16h20 à 0h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

  • 10 de fevereiro

Bloco das Perseguidas
Praça dos Prazeres, 201 Norte
Das 16h à 0h
Entrada franca
Classificação indicativa livre
11 de fevereiro

Bloco do Prazer
Praça dos Prazeres, 201 Norte
Das 16h às 0h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

Agoniza, mas não morre
312/313 sul
Das 13h às 22h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

  • 12 de fevereiro

Bloco do Quadrado
Praça dos Prazeres, 201 Norte
Das 16h à 0h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

Bloco das Divinas Tetas
Setor Bancário Norte
Das 14h às 18h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

  • 13 de fevereiro

Espírito Celta
Praça dos Prazeres, 201 Norte
Das 16h às 20h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

Bloco Ska Niemeyer
Praça dos Prazeres, 201 Norte
Das 20h às 23h
Entrada franca
Classificação indicativa livre

Blocada
Praça dos Prazeres, 201 Norte
Das 23h à 1h
Entrada franca.
Classificação indicativa livre

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade