Publicidade

Estado de Minas

Depois de chover nesta segunda-feira, DF ficará uma semana sem chuvas

Instituto prevê pancadas nesta tarde, mas, a partir de terça-feira, não deve chover ao menos até a próxima semana. Acumulado de chuvas em janeiro ainda está abaixo do esperado.


postado em 15/01/2018 08:00 / atualizado em 15/01/2018 08:20

Temperaturas variam entre 18°C e 29°C ao longo desta segunda-feira(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Temperaturas variam entre 18°C e 29°C ao longo desta segunda-feira (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Prepare-se para o calor. Esta segunda-feira (15/1) é o último dia com previsão de chuvas no DF até, ao menos, a semana que vem, indica o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A temperatura deve se manter estável, com máximas em torno dos 29ºC, mas o sol deve tornar o tempo ainda mais quente até a volta dos temporais.
 

O motivo, afirma o meteorologista do Inmet Luiz Cavalcanti, está em um centro de alta pressão que deve se formar sobre o DF. "Isso muda a circulação atmosférica. A diferença inibe a formação de nuvens e bloqueia sistemas que poderiam trazer chuvas", explica.
 
O veranico estava previsto desde o começo do mês. A curta estiagem interrompe a sequência de dias chuvosos no DF, iniciada ainda em dezembro. Em 2018, só não houve registro de pancadas em um dia.
 
Ainda assim, o acumulado de janeiro registrado pela estação do Inmet no Sudoeste indica quantidade abaixo da média para o período. Em 14 dias, ou seja, quase metade do mês, choveu 95 milímetros. O número corresponde a apenas 38,37% dos 247,4mm, volume esperado para o DF nos primeiros 31 dias do ano.
 
Apesar dos números abaixo da média, o Inmet acredita que janeiro terminará com quantidade de chuvas dentro do esperado. "Ainda há previsão de que a meta seja atingida, até porque deve chover na última semana do mês", espera Cavalcanti.
 

Reservatórios abrem semana em alta

 
Os dois principais reservatórios do DF registraram melhora no volume útil durante o fim de semana. De sexta-feira (12/1) a domingo (14/1), o nível barragem Descoberto aumentou 0,7 ponto percentual, de 37,7% a 38,4%. 
 
No lago Santa Maria, que guarda a maior parte da água para a estiagem, o volume subiu de 32,5% para 32,9% no período, o que representa uma melhora em 0,5 ponto percentual. Confira aqui as cidades onde haverá racionamento nesta segunda-feira.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade