Publicidade

Estado de Minas

Homens atiram em dono de lanchonete por causa de refrigerante sem gás

Caso aconteceu em São Sebastião. Os dois suspeitos foram presos e responderão por tentativa de homicídio. Ninguém ficou ferido.


postado em 15/01/2018 14:50 / atualizado em 15/01/2018 14:55

Pistola e munições apreendidas com os suspeitos do crime(foto: PMDF/Divulgação)
Pistola e munições apreendidas com os suspeitos do crime (foto: PMDF/Divulgação)
 

Dois homens foram presos no Morro Azul, em São Sebastião, na madrugada desta segunda-feira (15/1), depois de atirarem contra o dono de uma lanchonete. De acordo com a Polícia Militar, o motivo do ataque teria sido uma discussão a respeito de refrigerante sem gás. O Grupo Tático Operacional (Gtop) 41 da Polícia Militar foi acionado após os disparos e efetuou as prisões. Ninguém se feriu.
 
 
Segundo apuração da PM, os suspeitos, de 22 e 24 anos, pediram um lanche e reclamaram que o refrigerante estava sem gás. Depois de discutirem com os funcionários, eles deixaram o local, entraram em um carro e, do veículo, dispararam a arma em direção ao proprietário da loja, sem acertá-lo.
 
Os militares encontraram os suspeitos ainda dentro do carro. Houve a apreensão de uma pistola calibre .380 e 13 munições intactas, além de uma deflagrada. Os homens foram conduzidos à 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião).
 

Violência à mão armada

 
Nos últimos sete dias, diversos disparos de arma de fogo aconteceram no Distrito Federal. Na sexta-feira (12/1), um tiroteio em um posto de gasolina de Ceilândia atingiu seis pessoas, incluindo uma criança. As investigações apontam para uma tentativa de acerto de contas com Josivaldo de Jesus, 29 anos, vítima que foi encaminhada em estado grave, com três ferimentos de bala, ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT).
 
 
 
Também em Ceilândia, no sábado (15/1), um condutor deu tiros em duas pessoas que ocupavam outro veículo. Os disparos foram feitos em um cruzamento próximo à Feira do P Sul, na QNP 38/40. O motorista do veículo atingido levou um disparo na cabeça e foi conduzido ao Hospital Regional de Ceilândia, mas não resistiu ao ferimento.
 
No domingo (15/1), outro caso de disparo de arma de fogo deixou dois feridos. O ataque aconteceu no condomínio Pôr do Sol, em Ceilândia. As vítimas foram levadas para o HRT e o HRC, e a 23ª DP (P Sul) investiga o caso.
 

Tentativas de homicídio

 
Apesar de uma queda de 4% em relação a 2016, o número de casos de tentativa de homicídio ainda é alto no DF. Conforme balanço da Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF), houve 907 ocorrências em 2017. Somente no mês passado, ocorreram 59 incidentes. Em relação a latrocínio, foram 243 registros no decorrer do ano.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade