Publicidade

Estado de Minas

Paulo Fona: "Fake news terão presença negativa muito grande nas eleições"

Secretário de Comunicação do DF foi o entrevistado do CB.Poder desta segunda-feira. No programa, ele também falou sobre os desafios que Rollemberg deve enfrentar em 2018


postado em 15/01/2018 16:15 / atualizado em 15/01/2018 17:14

(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
 
 
Em entrevista ao programa CB.Poder — uma parceria do Correio com a TV Brasília —, o secretário de Comunicação do Distrito Federal, Paulo Fona, avaliou que as fake news terão "uma presença negativa muito grande na campanha eleitoral" deste ano e que são "um problema grave que todos os candidatos terão que enfrentar".
 

"É ruim, porque a gente perde a oportunidade de, via redes sociais, fazer uma discussão política. É importante que tenha esse instrumento, mas que ele seja usado corretamente, para propagar ideias. Não infâmias e mentiras", disse o secretário.

Ainda segundo Fona, além das eleições, as notícias falsas disseminadas pelas redes sociais também têm impacto negativo no dia a dia do governo. "É enorme a quantidade de fake news que aparecem todos os dias. Algumas, talvez por que interessem muita gente, crescem muito rapidamente", pontuou.

Na entrevista, o secretário também descartou a possibilidade de ser candidato nas eleições de outubro, comentou os desafios que ele e o governador devem enfrentar neste ano e elencou as obras no sistema hídrico, a universalização do ensino e a "arrumação da casa", como os legados que Rodrigo Rollemberg deixará ao fim de quatro anos de gestão.

Confira a entrevista na íntegra:


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade