Publicidade

Estado de Minas

Evento de música infantil ocupa CCBB com 20 shows e mais 50 atividades

Até 28 de janeiro, o Musicar vai ocupar o CCBB com 20 shows e mais 50 atividades, entre vivências e oficinas musicais conduzidas por integrantes desses grupos e por educadores e artistas convidados


postado em 19/01/2018 06:00 / atualizado em 18/01/2018 23:01

Crianças interagem com materiais que podem ser usados como instrumentos musicais: proposta do evento é que o público crie, sinta, cante e dance(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Crianças interagem com materiais que podem ser usados como instrumentos musicais: proposta do evento é que o público crie, sinta, cante e dance (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)


“Sem música, a vida seria um erro”, afirmou o filósofo prussiano Friedrich Nietzsche. Nesse viés, considerando que o contato com a primeira arte deve acontecer cedo, o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) promove a segunda edição do festival infantil Musicar. O evento, que conta com cerca de 70 atividades e atrações, de oficinas e espetáculos a mostras de filmes, vai até 28 de janeiro, com atrações gratuitas e a pagas.

Crianças de todas as idades participam do festival com família e amigos. Também há excursões para o local, como a organizada pela Casa Azul, instituição que atende jovens em situação de vulnerabilidade e risco e que participou do primeiro dia do evento, ontem. “Muitas nunca foram ao teatro e ao cinema. Quando a gente dispõe esse tipo de evento, abrimos sonhos e a cabeça delas para outras realidades”, ressaltou Viviane Marinho, pedagoga da Casa Azul.



O espetáculo Udi Grudi em ConSerto abriu a programação de shows e lotou o Teatro I do CCBB, no fim da manhã. Os atores fizeram a plateia participar do espetáculo, com a interpretação de músicas como A loja do mestre André e apresentações em que mostraram diversos instrumentos e os diferentes timbres de cada.

Leia as últimas notícias do Distrito Federal

Uma oficina de produção de instrumentos também atraiu grande público. À tarde, foi a vez do coletivo Passarinhos animar as crianças com o espetáculo homônimo. Há ainda espaços de leitura, food trucks, feirinha de variedades e acolhimento para bebês, das 9h às 18h.

O grupo Pequeno Cidadão é uma das atrações mais aguardadas pelo público. A banda, com um som que vai da MPB ao forró, é formada por Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Taciana Barros, Antonio Pinto e os filhos. São dois shows no domingo, às 16h e às 18h. Hoje, às 11h, o cantor e compositor de samba Wilson Moreira apresenta o novo álbum, Tá com medo, Tabaréu?.

Experimentação

A principal proposta do Musicar é fomentar a conexão dos pequenos de um modo em que eles possam criar, sentir, cantar e dançar. “A música, que é engrandecedora em vários aspectos, deve estar presente integrando a criança. Ela não é só espectadora, mas também autora”, opina a curadora do festival, Bebel Nicioli.

Para ela, a interação com a primeira arte é uma relação natural que amplia a percepção de mundo, pois a audição é o primeiro sentido desenvolvido pelas pessoas. “A criança começa a escutar antes mesmo de nascer”, observa. Há uma programação direcionada a bebês faz, como a vivência musical Ilha da Lua, amanhã, e a Amana – Dança para bebês, dia 25.

Jornalistas Mirins

O Correio participa do evento com o espaço Redação Mirim, no gramado do CCBB. Educadores infantis entregam papéis com timbre do jornal, para que as crianças escrevam sobre a própria experiência no festival. Elas também podem desenhar nas folhas, seguindo as propostas de criar o instrumento musical mais maluco e um monstro que teria invadido Brasília. Os materiais produzidos ficam expostos em um varal e, no fim do Musicar, os principais destaques serão expostos em uma versão digital do jornal. O acesso ficará disponível no site do festival.

 

Ver galeria . 6 Fotos Maria Flor Ibiapino, 9 anosEd Alves/CB/D.A Press" title=""Gostei do parquinho, das casinhas com os instrumentos e ainda vou experimentar mais coisas. Desenhei um tambor-violão, porque são dois instrumentos de que eu gosto muito."
Maria Flor Ibiapino, 9 anosEd Alves/CB/D.A Press" />
"Gostei do parquinho, das casinhas com os instrumentos e ainda vou experimentar mais coisas. Desenhei um tambor-violão, porque são dois instrumentos de que eu gosto muito."
Maria Flor Ibiapino, 9 anos
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press )

Programe-se


Musicar 
Festival de Música Infantil

Centro Cultural Banco do Brasil (SCES, tc 2, lt 22)
Até 28 de janeiro, de terça-feira a domingo, a partir das 9h. Festival de música infantil com oficinas, shows, teatro e muito mais. Apresentações pagas custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Classificação indicativa livre. Confira a programação completa e os valores em http://culturabancodobrasil.com.br/portal/musicar-festival-de-musica-infantil.

O CCBB oferece vans para transportar as pessoas que desejarem participar do evento. Os veículos tem a Biblioteca Nacional como ponto de partida e o Teatro Nacional Claudio Santoro como local de desembarque. Confira os horários:
Biblioteca Nacional: 8h30; 9h30; 10h30; 11h30; 12h30, 13h30; 14h30; 15h30; 16h30; 17h30; e 18h30
CCBB: 8h50; 8h50; 10h50; 11h50; 13h50; 14h50; 15h50; 16h50; 17h50; 18h50; e 19h15
Teatro Nacional: 9h10; 10h10; 11h10; 12h10; 14h10; 15h10; 16h10; 17h10; e 18h10

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade