Publicidade

Estado de Minas

Polícia prende autor de latrocínio cometido em outubro de 2017

Lucas Rodrigues Correia estava foragido e é acusado de roubar o veículo da vítima e abandoná-la, ainda com vida, em um matagal próximo a Brazlândia


postado em 29/01/2018 22:51 / atualizado em 29/01/2018 22:51

Está preso, desde a manhã deste domingo (28/1), o acusado de roubar e matar Elias Daniel Gregório dos Santos, 22 anos, em 11 de outubro de 2017. Lucas Rodrigues Correia, 19, estava foragido e foi encontrado no Jardim Lago Azul, no Novo Gama (Goiás). Junto a cinco adolescentes, o suspeito teria roubado o carro e o celular da vítima. Elias foi agredido e deixado agonizando em um matagal próximo a Brazlândia. 

Segundo as investigações, os autores conheceram a vítima minutos antes do crime, no estacionamento da casa de show Altas Horas, localizada no Pontão do Cave, Guará. Elias teria chegado ao local sozinho e de carro e se aproximou deles para fazer amizade. Dada a oportunidade de roubar o veículo, os suspeitos convidaram a vítima para um encontro, na Estrutural, e o grupo seguiu em dois carros. 

Lucas e um menor pararam em um estrada de terra, nos fundos do Lúcio Costa, e anunciaram o assalto, agredindo Elias e o colocando no porta-malas. Os dois veículos seguiram para a Estrutural e pararam em um posto de gasolina, onde desceram duas menores que não concordaram com o crime e pediram para sair. Os autores seguiram para a Rodovia DF-445, entre os km 08 e 09, próximo a Brazlândia. Depois de ser espancado e esfaqueado, Elias foi abandonado ainda com vida no local.  

Ainda de acordo com as investigações, o carro de Elias foi entregue pelo menor no mesmo dia do crime a um receptador, na Estrutural. Seis dias depois, o veículo foi encontrado abandonado na região. O corpo de Elias só foi localizado mais de duas semanas depois, em 29 de outubro. 
 
"Chegamos primeiro ao menor, que já tinha passagens pela polícia. Uma das meninas era namorada dele e as outras três eram amigas. Ele era vizinho e amigo de Lucas que, até então, não tinha passagens. Os quatro confessaram o crime", afirma o delegado-chefe da 4ª DP (Guará) e responsável pelo caso, Johnson Kenedy.

Após todas as oitivas e coleta de informações, a prisão preventiva de Lucas Rodrigues foi decretada. Antes de ser detido, no Novo Gama, o foragido chegou a se abrigar no interior da Bahia. Ele vai responder por latrocínio, ocultação de cadáver e corrupção de menores. Os menores também foram apreendidos. 
 

 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade