Publicidade

Estado de Minas

Brasília Samba Show terá apresentação de seis escolas de samba

O evento pré-carnaval ocorre nesta sexta-feira. Além das baterias, duas atrações nacionais vão agitar os foliões


postado em 31/01/2018 20:30 / atualizado em 31/01/2018 21:05

Rainha da bateria da Aruc se apresenta no evento(foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)
Rainha da bateria da Aruc se apresenta no evento (foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)
 
Seis escolas de samba do grupo especial do Distrito Federal se apresentam nesta sexta-feira (2/1), entre a Torre de TV e a Funarte, a partir das 19h. O Brasília Samba Show vai contar com a participação de intérpretes, ritmistas e passistas que vão agitar os foliões ao som das baterias. O evento é gratuito. 
 
 
Além das escolas, duas atrações cariocas farão parte da festa: Mart’nália e Xande de Pilares. Eles têm apresentações agendadas para as 21h10 e 00h40, respectivamente. 

De acordo com o cronograma do evento, a Império do Guará abrirá a série de shows, seguido pela União da Vila Planalto e Lago Sul e pela Associação Recreativa Cultural Unidos do Cruzeiro (Aruc). Após apresentação da cantora Mart’nália, é a vez das escolas Bola Preta, de Sobradinho, Águia Imperial, de Ceilândia e Acadêmicos da Asa Norte. Xande encerra a programação. 

O Brasília Samba Show é organizado pela Secretaria de Cultura, que investiu R$ 955 mil, distribuídos entre os cachês das atrações e a estrutura do evento, como palco, luz, som e demais equipamentos. 


Investimento

 
O carnaval de Brasília de 2018 recebeu R$ 5 milhões de investimento do Governo de Brasília neste ano. O recurso é aplicado em 19 regiões administrativas para custear a logística dos blocos de rua, escolas de samba e demais eventos. 
 
O valor é mais do que dobro do que foi feito no ano passado, quando a festa recebeu R$ 2,3 milhões do governo. A expectativa de público também aumentou e Brasília espera receber 2,5 milhões de foliões, um milhão a mais do que em 2017. 
 
A pré folia, por outro lado, contou com verba de iniciativa privada, com R$ 1,4 milhão. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade