Publicidade

Estado de Minas

Troca de tiros com a PM em Samambaia termina com dois detidos

Ambos foram alvejados, mas um segue internado no HRT. O caso ocorreu na noite de domingo (4/2), na via Boca da Mata


postado em 05/02/2018 14:57 / atualizado em 05/02/2018 17:20

Dois homens foram detidos, na noite de domingo (4/2), por tentativa de homicídio qualificado. O caso ocorreu por volta das 23h20, na via Boca da Mata, que liga Taguatinga Sul e Samambaia. A 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte) registrou o flagrante, todavia, a 32ª Delegacia de Polícia (Samambaia Sul) investiga a ocorrência.


De acordo com informações da Polícia Civil, uma viatura da Polícia Militar patrulhava a região próxima à Boca da Mata quando um Fiat Palio atravessou os carros na via, impedindo o trânsito. Ao tentar abordar o automóvel, os ocupantes atiraram contra o veículo da corporação, que revidou.

O carro, ocupado por Valquer Rufino Lira, 25 anos, e Luis Henrique do Nascimento Sena, 22, seguiu pela cidade de Samambaia. Na altura da quadra 120, uma segunda viatura da PM também foi alvejada. A fuga seguiu até um posto de gasolina na quadra 318, onde o tiroteio chegou ao fim. Dois revólveres calibre .38 foram encontrados no carro dos acusados. 

A princípio, os dois suspeitos foram atingidos e encaminhados ao Hospital Regional de Samambaia (HRSAM). Luis levou um tiro de raspão e foi preso. Já Valquer Rufino foi alvejado no abdômen e acabou transferido para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT), onde passou por cirugia. Conforme informações da PCDF, Valquer segue internado, mas o estado de saúde é estável e ele não corre risco de vida. A guarnição da 32ª DP faz a escolta do detido. Nenhum policial ficou ferido e as viaturas seguiram para a perícia.

Valquer possui passagem por corrupção de menores e porte de drogas, e Luis Herique por furto, receptação e porte de drogas. Ambos responderão por tentativa de homicídio qualificado, e cada um pode pegar até 30 anos. 

Terceiro envolvido  

Na ocorrência do crime, policiais militares que participaram da ação alegaram que um terceiro envolvido teria fugido da cena do crime, enquanto os outros dois se entregaram.

O delegado-adjunto da 32ª DP, Joas Borges, frisa que a investigação esclarecerá se houve outro participante. "Todos os fatos serão apurados. Neste momento, estamos colhendo imagens das câmeras de segurança das redondezas, a fim de apurar as informações preliminares. Entretanto, nenhum dois dois envolvidos confirmam a participação de um terceiro comparsa", afirma. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade