Publicidade

Estado de Minas

Blocos de domingo arrastam 130 mil foliões às ruas do DF

No momento da dispersão e nas proximidades dos blocos, quatro pessoas foram esfaqueadas


postado em 12/02/2018 10:47 / atualizado em 12/02/2018 13:19

Juntos, os blocos Baratona e Raparigueiros chamaram mais de 70 mil foliões para a a região central de Brasília(foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press)
Juntos, os blocos Baratona e Raparigueiros chamaram mais de 70 mil foliões para a a região central de Brasília (foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press)

 Mais de 130 mil pessoas participaram dos principais blocos espalhados em todo o Distrito Federal. Deste total, aproximadamente 127 mil se concentraram no Plano Piloto e os 3 mil restantes em outras regiões administrativas. Os dados são do balanço divulgado pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). 

Os blocos Baratona e Raparigueiros arrastaram, respectivamente, 40 mil e 30 mil pessoas para o Eixo Monumental. O Baratinha também se destacou e chamou famílias inteiras para o Parque Ana Lídia, somando 6 mil foliões.

Já o Agoniza Mas Não Morre, contou com um público de 4 mil pessoas na 312/313 Sul, mesma estimativa do bloco Eduardo e Mônica, no Sudoeste. A 302 Sul foi animada pelo Pacotão que teve o público de 2,5 mil foliões.

Para o esquema especial de carnaval, foram destinados oitocentos policiais militares, 90 bombeiros e 18 auditores da Agência de Fiscalização do DF (Agefis), que trabalharam para manter a segurança e ordem na folia.

Ocorrências


Nas festas, a PMDF não registrou graves ocorrências. Um jovem foi apreendido por furto. Outros quatro homens foram presos: um homem por desacato, outro detido por uso e porte de drogas e dois por porte de arma branca.
 
O desfile dos Raparigueiros, este ano realizado no Eixo Monumental, não teve grandes confusões. Porém o Correio registrou uma briga, que terminou com um jovem caído no chão. O incidente durou cerca de um minuto e foi terminado com a intervenção da Polícia Militar.
 
A maioria dos atendimentos no posto médico montado para auxiliar os foliões do Raparigueiros e da Baratona era de pessoas embriagadas. Porém, um homem, com ferimento de faca, recebeu os cuidados no local e foi liberado em seguida. No total, o Corpo de Bombeiros fez 20 atendimentos. Desses, um por coma alcóolico, um por intoxicação alimentar e outro por crise epiléptica.
 
No ano passado, a situação não foi pacífica. Um homem foi flagrado esfaqueando três pessoas durante o encontro dos blocos Baratona e Raparigueiros. O Correio registrou o momento em que uma vítima recebe golpes de faca durante a festa. Em outro momento, os organizadores do bloco Raparigueiros chegaram a parar a música após perceberem uma confusão, em frente ao trio elétrico. Os PMs utilizaram gás de pimenta e cassetetes para conter a briga.

O clima mais tranquilo durante os desfiles, em comparação com 2017, não se manteve no momento das dispersões. Houve três esfaqueamentos por volta das 23h30, próximo à Rodoviária do Plano Piloto. Em uma das ocorrências, foi necessário chamar o Conselhor Tutelar para acompanhar a vítima, que tinha 11 anos e estava desacompanhada. Dois irmãos, um de 17 e outro de 20 também foram feridos por golpes de faca. Mais cedo, às 21h30, um rapaz de 19 anos que não estava nos blocos, mas próximo à folia, na altura do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, também foi esfaqueado. Todos os casos foram encaminhados para o Hospital Regional da Asa Norte (Hran).  

Trânsito

 
O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) fez controle em sete blocos no Plano Piloto e no Guará, neste domingo. Para garantir a fluidez do trânsito e segurança aos pedestres, atuaram 150 agentes de  trânsito, 60 viaturas operacionais, 12 motocicletas, quatro guinchos, duas empilhadeiras e dois drones. A ação resultou na autuação de 66 condutores, 19 deles por alcoolemia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade