Publicidade

Estado de Minas

Corpo de homem que se afogou no Lago Corumbá IV é encontrado por bombeiros

A vítima, Wellington Batista da Silva, era empresário e dono da relojoaria Record, no Gama Shopping.


postado em 12/02/2018 18:49 / atualizado em 13/02/2018 11:03

Lago de Corumbá IV, onde aconteceu o afogamento(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Lago de Corumbá IV, onde aconteceu o afogamento (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

 
Equipes do Corpo de Bombeiros encontraram, na tarde desta segunda-feira (12/2), o corpo do homem que se afogou no Lago Corumbá IV, em Alexânia, cidade do Entorno do Distrito Federal. A corporação goiana foi acionada logo após o desaparecimento da vítima, identificada como Wellington Batista da Silva, no domingo à tarde.

Na manhã desta segunda-feira (12/2), as buscas foram retomadas com reforço da equipe náutica do Distrito Federal. Ao todo, foram quatro militares de Goiás e sete de Brasília em ação. Apurações preliminares indicam que Wellington foi arremessado de uma embarcação após uma manobra brusca.

Ainda de acordo com os bombeiros e testemunhas, ele não usava equipamentos de segurança. Quando foi encontrado, o corpo estava a 20m da margem e a 10m de profundidade. 
 
Welligton Batista era empresário e dono da relojoaria Record, localizada no Gama Shopping. O velório está marcado para esta terça-ferira (13/2), a partir das 14h, no Cemitério do Gama. 

Afogamentos no Carnaval


Esse é o segundo caso registrado de afogamento durante o fim de semana do carnaval. O outro acidente aconteceu no pesque-pague Vila do Boa, em São Sebastião. A vítima, identificada como Edivan Pereira Meloni, 30 anos, acompanhava amigos e familiares quando decidiu entrar em um tanque de pesca, onde se afogou. Edivan permaneceu debaixo da água por cerca de 40 minutos. Os militares tentaram ressuscitar a vítima por 25 minutos. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade