Aspargos são bons na cura da ressaca

Estudo feito por cientistas da Coreia do Sul mostra como o aspargo ajuda a amenizar o desconforto gerado pelo excesso eventual de bebida alcoólica. Vegetal ajuda a proteger as células do fígado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/09/2009 14:24 / atualizado em 26/09/2009 14:29

Tatiana Sabadini

Todo mundo tem uma receita para um dia de ressaca. Cientistas da Coreia do Sul, porém, afirmam ter encontrado a perfeição, a “cura” para os efeitos do excesso de bebida: beba muita água, descanse bastante e coma muito aspargo. Um estudo acaba de comprovar que os aminoácidos e minerais do vegetal ajudam a curar o desconforto depois de uma noite regada à álcool e podem proteger as células do fígado das toxinas da bebida.

Pablo Alejandro/CB/D.A Press
Para Jadelson Firmino, mais conhecido como Jota F, a novidade, além de ser uma surpresa, representa um possível aumento nas vendas do vegetal. “Tem muita gente que não conhece ou não sabe como preparar. Agora, então, ela vai chamar mais atenção”, diz o feirante do Mercado Municipal. Os pesquisadores do Instituto de Ciência Médica da Universidade Nacional de Jeju descobriram que o broto e as folhas do vegetal são os produtos que têm mais efeito nas células do fígado.

"A toxicidade celular foi aliviada significativamente na resposta do tratamento com o extrato da folha e do broto do aspargo”, disse o chefe do estudo, B.Y. Kim, em um comunicado. As propriedades encontradas ajudam a ativar duas enzimas, a álcool-desidrogenase (ADH) e o aldeído desidrogenase (ALDH), que fazem o fígado metabolizar o etanol. Foram feitos testes em ratos e humanos para ver qual seria a ação do vegetal do fígado. Voluntários consumiram bebidas com estratos da planta e os sintomas apresentados na ressaca, como enjoo, dor de cabeça e diarreia, foram amenizados consideravelmente. “Os resultados comprovaram que as funções biológicas do aspargo podem aliviar a ressaca e proteger as células do fígado”, informou Kim.

O aspargo é fonte de ácido fólico, potássio, vitamina A, B6 e C e tem também tem propriedades anti-inflamatória e diurética. A concentração de aminoácidos e minerais, que ajudam no metabolismo do álcool no fígado, é maior nas folhas da plantas, mas essas são fáceis de ser encontradas na feira ou no mercado. No entanto, o broto também demonstrou ser uma boa fonte de proteção para o organismo. O próximo passo para os cientistas é descobrir a dose correta e ver como o vegetal pode ser usado para o tratamento do fígado.

A boa notícia é que você não precisa esperar. O remédio pode ser natural. Antes de sair para uma festa ou para o bar com os amigos, os médicos aconselham comer o aspargo. Depois da balada, outra porção, para ajudar no metabolismo das toxinas. Ele pode ser cozido e usado como acompanhamento de uma carne ou feito como creme (leia receita).

Cuidados
O resultado da pesquisa não exclui outros cuidados necessários durante a ressaca. Beber água e ter uma alimentação mais leve, com frutas, verduras e cereais integrais, ainda é importante. Segundo a nutricionista Carina Tafas, é bom evitar carne vermelha, alimentos condimentados, artificiais, embutidos, enlatados e conservas. Também devem ficar fora da dieta alimentos com muitos corantes como salgadinhos, iogurtes com sabor, balas e gelatinas, para evitar sobrecarregar o fígado — que está tentando eliminar os excessos da noite anterior.

“É importante também não tomar medicamentos, porque as substâncias podem competir no fígado e isso pode atrapalhar a desintoxicação do organismo”, explica Carina. Ela aconselha consumir chás e sucos para potencializar a função hepática. “O dente-de-leão é uma boa opção, porque tem ação estimulante do fígado e das glândulas linfáticas. Ele é diurético como o aspargo e por isso ajuda na eliminação de toxinas, no caso, o álcool”, diz. Outros chás que podem ajudar a eliminar a ressaca são o de hortelã e o de gengibre, contra o enjoo, e sálvia e erva-cidreira contra dor de cabeça.

Para finalizar, a nutricionista dá a receita de um suco desintoxicante: meia cenoura, uma folha de couve orgânica, uma fatia de abacaxi, folhas de dente-de-leão e uma colher de sobremesa de semente de linhaça. Bata tudo no liquidificador. Depois é só coar. Outros alimentos que podem ajudar no processo de desintoxicação do fígado são os glucosinolatos, como brocólis, couve-flor, repolho, rabanete, palmito e alcaparra.