SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Cientistas descobrem que infecções na infância propiciam a obesidade

Crianças que enfrentam complicações como a otite no primeiro ano de vida e não são tratadas com antibiótico correm 25% mais risco de sobrepeso. Alterações nas bactérias presentes no intestino causariam o efeito adverso, segundo estudo norte-americano

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/11/2016 07:00

Infecções durante a infância — mais que a ingestão de antibióticos, como se suspeitava inicialmente — foram associadas a um risco aumentado de obesidade infantil em um estudo com mais de 260 mil crianças. A descoberta, fruto de um trabalho desenvolvido ao longo de 16 anos, foi publicada na revista The Lancet Diabetes & Endocrinology. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 41 milhões de crianças de até 5 anos estão acima do peso ou obesas, um problema que não poderia ser explicado apenas pelo desbalanço energético (calorias consumidas versus gasto calórico), segundo especialistas.


“Em estudos anteriores, os antibióticos usados para tratar infecções pediátricas foram associados ao ganho de peso. Contudo, separamos os dois fatores e descobrimos que os antibióticos, por eles mesmos, não parecem relacionados à obesidade infantil”, disse De-Kun Li, principal autor do estudo e epidemiologista da Divisão de Pesquisa da organização sem fins lucrativos Kaiser Permanente, na Califórnia, nos Estados Unidos. “Nosso estudo é uma das maiores análises sobre as diferentes inter-relações entre infeção, antibióticos e obesidade infantil e adiciona importantes evidências a um crescente corpo de pesquisa que investiga como a microbiota, ou as bactérias intestinais, pode afetar o desenvolvimento da criança.”

Fatores diversos
Os cientistas estão explorando numerosos fatores que possam influenciar o crescimento e o desenvolvimento de meninos e meninas no início da infância, incluindo substâncias químicas no meio ambiente, diabetes gestacional e programação metabólica do peso corporal nos primeiros anos de vida. Tanto infecções quanto antibióticos têm demonstrado influência na composição dos micro-organismos intestinais; a microbiota pode afetar processos metabólicos e o sistema imune, o que, por sua vez, compromete os padrões de crescimento e o desenvolvimento do peso.

 

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade