Técnica de programação celular ajuda no rejuvenescimento

Criado nos Estados Unidos, trabalho estende a vida de ratos em 30% e recupera problemas da idade, como a perda do vigor muscular; cientistas planejam iniciar os testes com humanos em até 10 anos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/12/2016 06:00 / atualizado em 15/12/2016 22:50

O medo do envelhecimento está muito ligado às doenças que vão surgindo com o desgaste do corpo. Há uma técnica, porém, com potencial para reverter mazelas como enfraquecimento muscular e perda de funções de órgãos. Por meio de reprogramação celular, cientistas dos Estados Unidos atingiram esse objetivo em ratos. Os resultados do trabalho, publicados na última edição da revista internacional Cell, surgem como uma esperança na busca pelo rejuvenescimento humano.

Leia mais notícias de Ciência e Saúde

Os autores da pesquisa partiram de investigações anteriores voltadas para a capacidade de renovar células por meio da reprogramação. “Demonstramos em 2012 que essa técnica poderia rejuvenescer células de pacientes que sofrem de síndrome de progeria in vitro, e o objetivo passou a ser testar essa abordagem in vivo”, conta ao Correio Izpisua Belmonte, um dos autores e professor no Laboratório de Expressão Genética do Instituto Salk.

A equipe usou como base da reprogramação quatro genes chamados fatores Yamanaka. A escolha se deu porque eles podem ser transformados em células-tronco embrionárias, estruturas funcionais mais jovens e que conseguem se transformar em qualquer tipo de célula presente no corpo humano. Outro cuidado foi optar por um modelo animal em que diferenças relacionadas à idade pudessem ser percebidas sem dificuldade. “Usamos um padrão de roedor com envelhecimento prematuro, que carrega a mesma mutação que os pacientes com progeria humana”, explica o autor.

 

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.