Fator genético pode estar relacionado ao surgimento de cáries

Em experimentos com ratos, pesquisadores identificaram que mutações podem aumentar as chances de ocorrência da doença

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/02/2017 06:00

 0Bio Orto/Divulgação
 

Um dos mistérios que sempre intrigaram dentistas e outros especialistas da área é o fato de algumas pessoas, mesmos cuidadosas com a limpeza bucal, desenvolverem mais cáries do que quem não tem o mesmo hábito. A resposta para esse enigma pode estar na genética, segundo estudo suíço divulgado nesta semana na revista Science Signaling. Em experimentos com ratos, pesquisadores identificaram que mutações podem aumentar as chances de ocorrência da doença.

O esmalte do dente se forma pela mineralização de proteínas específicas. Ao testar diferentes combinações de genes na cobaia, a equipe de cientistas encontrou uma sequência que aumentavam a ocorrência de cáries, deixando o esmalte do dente mais fraco. “Descobrimos que três proteínas particulares (…) não estão apenas envolvidas no desenvolvimento de doenças graves, mas também no refinamento qualitativo de tecido altamente desenvolvido — nesse caso, o esmalte”, relatou, em um comunicado à imprensa, Claudio Cantù, um dos autores do estudo e pesquisador da Universidade de Zurique.

 

Leia mais notícias em Ciência e Saúde 


De forma unânime, as cobaias acometidas pela doença bucal tinham mutações genéticas nessa sequência. “Todos os ratos com mutações nessas proteínas exibiam dentes com defeitos de esmalte. Desse modo, demonstramos que existe uma ligação direta entre mutações nos modelos genéticos dessas proteínas e o desenvolvimento de defeitos do esmalte dentário”, ressaltou Francesco Pagella, também autor do estudo e pesquisador da Universidade de Zurique.

Segundo os autores, problemas na via de sinalização Wnt, que produz os genes estudados, também podem gerar enfermidades agressivas, como o câncer e malformações físicas.  A equipe acredita que o trabalho poderá ajudar no desenvolvimento de  estratégias mais eficazes de saúde bucal. “Podemos criar produtos que impessam o progresso da cárie dentária, o que nos permitirá melhorar a saúde dental dos pacientes consideravelmente”, acrescentou Pagella.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.