Ilhas Marshall são primeiro país a ratificar acordo contra gases HFC

O acordo fechado pela comunidade internacional estabelece um cronograma para eliminar gradualmente os hidrofluorocarbonetos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/02/2017 14:42

Paris, França - As ilhas Marshall se tornaram nesta terça-feira o primeiro Estado a ratificar o acordo de Kigali para limitar a emissão dos gases HFC, que contribuem para o aquecimento global, anunciou a república micronésia. 

O acordo fechado pela comunidade internacional em outubro de 2016 na capital de Ruanda estabelece um cronograma para eliminar gradualmente os hidrofluorocarbonetos (HFC). 

Esses gases, utilizados por exemplo em refrigeradores e aparelhos de ar condicionado, substituíram os clorofluorocarbonetos (CFC), que afetavam a camada de ozônio, mas resultaram ser gases de efeito estufa.

"Meu país não poderá sobreviver sem uma ação urgente para reduzir as emissões de cada país e cada setor econômico, incluindo os HFC", disse em um comunicado Hilda Heine, presidente deste arquipélago que corre o risco de desaparecer se o nível do mar continuar subindo. 

O acordo de Kigali é uma emenda ao Protocolo de Montreal sobre a proteção da camada de ozônio e precisa ser ratificado por 20 países para entrar em vigor. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.