SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Acabou o carnaval, "começou" 2017. Que tal começar a cuidar da saúde?

Fez promessas de ter uma alimentação saudável e ainda não começou. Disse que passaria a fazer exercícios no ano novo, mas, até agora, nada. Chegou a hora de cumprir as promessas que fazemos para nós mesmos todos os anos: se cuidar mais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/03/2017 15:17 / atualizado em 01/03/2017 20:28

Carlos Silva/CB/D.A Press

 

O carnaval passou e 2017 começou oficialmente para os brasileiros. Apesar de já terem se passado dois meses da entrada do ano novo, algumas pessoas ainda não iniciaram as famosas promessas de réveillon, como fazer exercícios físicos e se alimentar de forma mais saudável. Se identificou? Não se preocupe: definitivamente, você não está sozinho nessa.

 

Leia mais notícias de Ciência e Saúde 

 

Esse é o caso de Ana Carolina Brasileiro, 24 anos. Formada em relações internacionais, ela prometeu começar a malhar três vezes por semana neste ano. “O dia a dia é muito corrido, e eu só tenho a parte da manhã para malhar. Ainda não comecei, mas já diminuí bastante o consumo de refrigerante”, admite.

 

A jovem afirma que pretende começar a fazer atividades na academia o mais rápido possível. “Sou brasileira e começo só depois do carnaval”, brinca.

 

O empresário Rafael Souza Santos, 26 anos, está mais ou menos no mesmo barco. Após seis anos sem fazer atividades físicas, o rapaz diz estar voltando aos poucos à vida saudável. "Quero aprimorar minha forma física e melhorar o condicionamento", conta. Ele afirma que tem feito acompanhamento com os profissionais da academia onde malha e que pretende começar um tratamento com um priofissional especialista em nutrição. "Tenho feito musculação precedida de uma leve corrida. Acho fundamental a ajuda de um profissional, principalmente na parte da musculação", comenta ele. "Tem que existir esse cuidado, pois os exercícios podem gerar uma série de lesões se não forem feitos com a técnica adequada", completa o empresário. 

Nada de pressa

A nutricionista Rafaela Marchi orienta que, para começar os trabalhos, os iniciantes devem evitar radicalismos e dietas da moda. "O ideal é iniciar a ingestão de frutas, hortaliças e alimentos naturais. Cortar alimentos processados e ultraprocessados, como enlatados, salgadinhos, pizzas, sanduíches, refrigerantes, os farináceos e as frituras”, assegura.

 

Pronto, a partir daí, você já estará num bom caminho. Para Rafaela, é imprescindível que haja uma orientação de um especialista. "Quando você consulta um profissional, ele vai avaliar e passar a dieta de acordo com o que cada corpo precisa. Tem que ter cuidado ao fazer dietas sem acompanhamento profissional, pois a pessoa pode cortar nutrientes importantes e necessários para o corpo”.

 

O empresário e profissional de Educação Física Dalmo Ribeiro explica que uma vida saudável começa nos hábitos do dia a dia: “As pessoas precisam ter um dia mais ativo, começar coisas pequenas, como utilizar escadas e evitar elevadores, caminhar mais”.

 

Dalmo frisa que é importante procurar o acompanhamento de um profissional. “É ele quem vai indicar qual o exercício mais indicado para cada pessoa, a intensidade, o tipo de movimento. O início depende muito de cada pessoa, da iniciação esportiva que cada pessoa teve ou não para começar”, afirma.

 

O empresário, que é dono de uma rede de academias, acrescenta que fazer atividade física deve ser um hábito constante para o ser humano. “Exercícios fazem bem para tudo, melhoram o humor e a qualidade do sono. É importante fazer sempre”, finaliza.

 

Zuleika de Souza/CB/D.A Press

Pós-carnaval

A nutricionista orienta aos foliões que aumentem a ingestão de água, frutas e alimentos naturais. “O que eu aconselho pra quem passou um feriadão agitado é um sono regular, ingerir muitos líquidos, fazer as refeições de forma regular, ingerir frutas, vegetais e carboidratos e proteínas saudáveis, carnes magras e começar ou recomeçar a atividade física regular”, frisa.

 

*Estagiária sob supervisão do editor Anderson Costolli 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
cleyvisson
cleyvisson - 02de Março às 08:28
Tem a parte da manhã livre, e diz que o dia-a-dia é corrido?! É muita preguiça!!!!