Cientistas encontram novas famílias de tigres na Tailândia

Nas imagens feitas na selva em 2016 pode-se ver uma dúzia de tigres, fêmeas e sua prole

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/03/2017 11:11 / atualizado em 28/03/2017 14:05

HO / DNP-FREELAND / PANTHERA / AFP
 
Bangcoc, Tailândia - Filhotes de tigres foram encontrados em um parque natural no leste da Tailândia, um "milagre" para esta subespécie dizimada pelo desmatamento e caça ilegal, informaram grupos de defesa dos animais.

A Tailândia, considerada uma das maiores fontes de tráfico de animais silvestres da Ásia, é um dos treze países onde os tigres ainda vivem em estado selvagem, mas seu número caiu drasticamente nos últimos anos. A última vez que uma família de tigres da Indochina foi encontrada foi há 15 anos. O desmatamento, o crescimento das cidades e a caça explicam o declínio do número de tigres na Ásia.
 
"O aumento dos tigres do leste da Tailândia é um milagre", comemorou John Goodrich, diretor do programa dedicado ao tigre no Panthera, um grupo de preservação destes animais selvagens. Segundo a organização, a Tailândia é o único país no mundo com novas famílias de tigres da Indochina.

Nas imagens feitas na selva em 2016 pode-se ver uma dúzia de tigres, fêmeas e sua prole. "Uma vez que o comércio ilegal de tigres continua, esses animais precisam de proteção", disse Kraisak Choonhavan, presidente do conselho de Freeland, uma ONG ambiental.

"É crucial continuar o grande progresso feito pelo governo tailandês para reforçar a proteção dos tigres", acrescentou. Os tigres da Indochina são geralmente menores do que os de Bengala e da Sibéria. No passado, eram presentes em grande parte da Ásia, mas hoje existem apenas 200 na Tailândia e Mianmar.

Em 2010, os treze países com tigres em sua vida selvagem, Bangladesh, Butão, China, Camboja, Indonésia, Laos, Malásia, Mianmar, Nepal, Rússia, Tailândia e Vietnã, lançaram um programa para dobrar o seu número até 2022. O Fundo Mundial para a Natureza (WWF) e o Global Tiger Forum contabilizaram cerca de 3.890 tigres em 2016 em todo o mundo, em comparação com 3.200 em 2010, quando atingiu um recorde de baixa. Foi o primeiro aumento desde 1990, quando 100.000 tigres foram contados.

Algumas partes do tigre, como dentes ou carne, são traficadas na Ásia, onde são usados %u200B%u200Bcomo talismãs ou remédios pela medicina tradicional chinesa. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.