Justiça Federal de Brasília proíbe medicamento chinês Leuginase no SUS

Em sua decisão, o juiz federal mandou o governo abrir processo de concorrência para compra de remédio equivalente e, também, que seja comprovada a eficácia do medicamento importado do país asiático

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/09/2017 12:23 / atualizado em 26/09/2017 10:58

TV Globo/Reprodução
A Justiça Federal em Brasília proibiu a venda do medicamento chinês Leuginase, usado para tratamento de leucemia infantil, em toda a rede do Sistema único de Saúde (SUS) do País A decisão judicial, em caráter liminar e que acolhe ação do Ministério Público Federal (MPF), foi dada pelo juiz Rolando Valcir Spanholo.

A compra do remédio vindo da China foi realizada sem licitação, sob alegação de economia ao erário. Em sua decisão, o juiz federal mandou o governo abrir processo de concorrência para compra de remédio equivalente e, também, que seja comprovada a eficácia do medicamento importado do país asiático.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.