Arqueólogos russos encontram múmia greco-romana no Egito

A descoberta ocorreu perto de um mosteiro da localidade de Qalamshah, 80 km ao sul da capital egípcia, indicou o ministério em um comunicado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/11/2017 16:36

Uma equipe de arqueólogos russos encontrou uma múmia bem preservada da era greco-romana em um sarcófago de madeira ao sul do Cairo, informou nesta terça-feira (14/11) o ministério egípcio de Antiguidades.



A descoberta ocorreu perto de um mosteiro da localidade de Qalamshah, 80 km ao sul da capital egípcia, indicou o ministério em um comunicado.

A equipe "encontrou, dentro do sarcófago, uma múmia bem conservada, envolta em linho, com o rosto coberto com uma máscara de feições humanas com desenhos em azul e dourado", afirmou.

Embora normalmente se associe a mumificação ao Egito antigo, esta prática foi mantida na era greco-romana.

"A expedição fez uma restauração inicial do sarcófago da múmia, visto que foi encontrado em más condições", destacou o ministério, citando o adjunto do ministro, Mohamed Abdel Lateef.

O comunicado não detalhou quando a descoberta foi feita.

 

Leia mais notícias em Ciência e Saúde

 

"A cobertura está quebrada e a base tem várias brechas, e não tem nenhuma inscrição", acrescentou o informe, citando Abdel Lateef.

A missão russa trabalha há sete anos na região, que conta com monumentos islâmicos e coptas e outros do período greco-romano (de 330 a.C a 670 d.C).

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.