Programa do Pentágono sobre pesquisa de óvnis gera especulações sobre Trump

Iniciativa identificou, durante cinco anos, estranhos objetos voadores

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/12/2017 08:57

Departamento de Defesa Norte-Americano/Divulgação
 
As revelações do jornal The New York Times sobre a existência de um programa do Pentágono encarregado de investigar objetos voadores não identificados alimentam debates em Washington há dias.

Mas a dúvida sobre uma possível crença em óvnis por parte do presidente Donald Trump continua sendo um mistério: "esse tema não foi mencionado em nossas últimas reuniões", respondeu de forma divertida a porta-voz Sarah Sanderes. "Verificarei e manterei vocês a par", acrescentou em coletiva nesta terça-feira (19/12). 

Entre 2007 e 2012, o Advanced Aerospace Threat Identification Program documentou, segundo o New York Times, estranhos objetos voadores que viajavam a grande velocidade sem propulsão visível, ou em posição estacionária sem meios aparentes de sustentação.

Segundo o Departamento de Defesa, o programa terminou em 2012 "porque havia outras prioridades que mereciam financiamento e era do interesse do ministério fazer uma mudança". No entanto, o New York Times relatou que ele ainda está em execução. Os funcionários continuam a estudar incidentes apontados pelos membros do serviço militar dos Estados Unidos, em paralelo às suas atividades regulares no Pentágono. 

O programa recebeu 12 milhões de dólares por ano de financiamento, escondido no gigantesco orçamento do Pentágono, disse o Times, citando participantes e registros do programa. Funcionários também examinaram vídeos dos encontros de aeronaves militares americanas com objetos desconhecidos. Um deles, divulgado em agosto, mostra um objeto oval branco do tamanho de um avião sendo seguido por dois jatos da Marinha de um porta-aviões da costa da Califórnia em 2004, acrescentou a reportagem.

O Departamento de Defesa fez questão de frisar que leva muito a sério todas as ameaças em potencial e toma ações quando qualquer informação verossímil aparece.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.