Documentário da cidade fica entre os oito melhores filmes, no Colorado

Filme de Jorge Oliveira e Pedro Zoca fez sucesso, nos EUA, ao tratar da figura da psiquiatra Nise da Silveira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/04/2016 07:34

Arquivo pessoal
 
 
Com direito a dupla exibição no Vail Film Festival (Colorado, Estados Unidos), o longa brasiliense Olhar de Nise foi distinguido entre os oito melhores títulos do evento. Sob aplausos entusiasmados, marcados em dois momentos da projeção, o longa dirigido por Jorge Oliveira e Pedro Zoca (também filho do codiretor) se afirmou, em meio à apresentação de outros 67 títulos.
 
Único representante brasileiro no evento, o filme só não levou prêmios, uma vez que o Vail Festival confere apenas duas láureas: melhor filme de ficção (atribuído a Opening night film) e melhor documentário (em que o palestino Speed sisters desbancou a fita candanga). No conjunto de filmes mostrados, até domingo passado, uma dúzia integrava o bloco de documentários produzidos em países como os Estados Unidos, a República do Congo,  o Japão, Cuba e a Islândia.
 
Olhar de Nise, que contou com empenho de profissionais de Brasília, como Dirceu Lustosa (na finalização do longa), Andrey Hermuche (direção de arte) e André Lavenère (fotografia), grosso modo, apresentou para muitos integrantes do público a alagoana Nise da Silveira, psiquiatra renovadora de métodos de tratamento de doenças mentais, ao longo de décadas no Brasil.
 
A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.