SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Saiba onde encontrar gibitecas no Distrito Federal

Os quadrinhos, tão desvalorizados no passado, agora servem de auxílio na hora de incentivar as crianças no universo da leitura

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/10/2016 07:02

Renata Rios

 

 

Que jogue a primeira pedra (de açúcar) quem nunca deu ao menos uma olhadinha no Almanaque de férias da Turma da Mônica, ou, já com mais alguns aninhos, nunca se divertiu com os mangás ou ainda com as histórias dos incríveis super-heróis da Marvel ou da DC Comics. Os quadrinhos, por muito tempo desprezados como forma de leitura, atualmente são vistos como um aliado na hora de incentivar e criar o hábito de ler nas crianças e nos jovens.

As histórias em quadrinhos aparecem para os educadores como uma excelente forma de despertar o interesse pela leitura. As ilustrações e os textos mais curtos facilitam o entendimento nessa fasze inicial do aprendizado, além de mostrar que a leitura pode ser algo divertido e prazeroso. Evandro Vieira, um dos envolvidos no projeto Festival Itinerante de Rock e Quadrinhos, afirma: “No momento em que o vocabulário das crianças está em desenvolvimento, as ilustrações auxiliam no entendimento e despertam maior interesse na história”.

Para os pequenos, a integração da leitura às imagens também tende a ser bastante atraente, além de levar as crianças a uma melhor compreensão, na maioria dos casos, o que individualmente (somente a escrita ou a ilustração) não seria possível. “Um texto bem escrito, ao lado de uma arte gráfica bem-feita, vira uma receita de sucesso”, garante Vieira. De fato, não é incomum que se encontrem em livros explicações de conteúdos feitos por meiodos quadrinhos, tanto para crianças, quanto para adolescentes.

Para os adolescentes, os quadrinhos também se mostram como uma forma de incentivo à leitura. Tanto nos mangás quanto nas HQs de super-heróis, além de outras linhas de publicação, os jovens encontram histórias atraentes e interessantes destinadas à sua faixa etária. “Atualmente os adolescentes estão consumindo mais quadrinhos, talvez por causa dos filmes de super-heróis e dos games”, afirma. De acordo com Evandro Vieira, o mercado percebeu a necessidade de publicações destinadas a essa faixa etária.

 

A matéria completa está disponível aqui para assinantes. Para assinar, clique aqui  

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade