SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Terceira Bienal reúne amantes do livro no Mané Garrincha

Com cerca de 170 expositores, a Bienal Brasil do Livro e da Leitura oferece opções para todos os gostos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

Alexandre de Paula/CB/DA Press

 

Mesmo com o tempo nublado, muita gente resolveu aproveitar o sábado (22/10) para passear pelos milhares de títulos disponíveis na Bienal Brasil do Livro e da Leitura. Pela primeira vez no Estádio Nacional Mané Garrinha, o evento (antes realizado na Esplanada) reúne cerca de 170 expositores, com títulos de diversas áreas.

 

A Bienal, que começou na sexta-feira (21/10), homenageia, nesta edição, o pensador português Boaventura de Sousa Santos e a poeta mineira Adélia Prado. 

 

Na manhã deste sábado (22/10), a escritora paraibana Maria Valéria Rezende, vencedora do prêmio Jabuti do ano passado, foi um dos destaques do evento com palestra e sessão de autógrafos.

 

CB/DA Press
 

 

Mais tarde, palestras com participação de Leonardo Sakamoto (16h), Antônio Prata e Mario Prata (16h30), Leandro Karnal (20h) e Marcia Tiburi (20h30) são destaques da programação.

 

A entrada é franca e a distribuição das senhas para as palestras ocorre uma hora antes dos debates. 

 

III Bienal Brasil do Livro e da Leitura

Até 30 de outubro, no Estádio Mané Garrincha. Entrada franca.

 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade