SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

'The walking dead': um banho de sangue, mortes e tensão no novo capítulo

Negan provou ser o inimigo mais temido até agora no seriado exibido pela Fox no Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/10/2016 10:21

Tiago Barbosa

Fox/Divulgação

As previsões estavam completamente certas quando cogitaram o primeiro capítulo da sétima temporada de The walking dead como um dos mais impactantes da série até agora. A expectativa de um vilão impiedoso, cruel e diferente de todos os outros com os quais o grupo de Rick Grimes (Andrew Lincoln) cruzou se confirmou: Negan (Jeffrey Dean Morgan) exerce com cinismo, sarcasmo e uma dose incomensurável de brutalidade o papel moldado pelas histórias emanadas dos quadrinhos - fonte na qual a série de TV se baseia.
 
A partir daqui, há spoilers (LEIA SÓ SE QUISER SABER O QUE OCORREU)


Os roteiristas se superaram quando, em vez de um personagem morto, entregaram dois. E por um motivo tão singelo quanto simbólico: Negan matou Abraham Ford (Michael Cudlitz) como punição ao grupo e, em seguida, arrebentou a cabeça de Glenn Rhe (Steve Yeun) quando Daryl Dixon (Norman Reedus) esboçou uma reação - ele havia prometido ser rigoroso contra qualquer insurreição do bando feito refém e subjugado de joelhos. De quebra, humilhou Rick, a quem impôs uma intensa sessão de tortura psicológica - a ponto de mandar-lhe cortar o braço do próprio filho para fazê-lo reconhecer a nova autoridade. Além de imputar-lhe a responsabilidade sobre as mortes, distribuiu ordens ao então líder do grupamento sobrevivente, como forma de demovê-lo do papel de protagonismo na preservação do bando.

O começo tenso, sangrento e violento enseja uma perspectiva para os próximos passos da série, marcada pela disputa física e, sobretudo, mental entre quem escapou do apocalipse zumbi. A frieza e a firmeza de Negan - sem qualquer indício de sensibilidade para obter os próprios objetivos e impor o comando perante os dominados - são dois aspectos capazes de se sobrepor a qualquer medo de sucumbir a ataques zumbis e fazer comprender porque as oscilações do comportamento humano (na dicotomia entre institnto e racionalidade), quando submetido a pressões, respondem pelo papel principal da série.

The walking dead é exibida aos domingos, às 22h30 (horário do Recife), na Fox Brasil. 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade