SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

MasterChef Profissionais: chef é eliminado após apresentar torta seca

Na prova principal, participantes precisaram criar um prato a partir de restos de comida

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/10/2016 09:51

Diário de Pernambuco

Band/Reprodução
 
No quarto episódio de MasterChef Profissionais, os participantes tiveram talvez sua missão mais difícil até agora - utilizar pelo menos três ingredientes de uma caixa misteriosa para apresentar um prato. O problema, no entanto, estava nos itens da caixa, que eram, essencialmente, restos de comida: cascas de alho, cebola e laranja, pé e pescoço de galinha, cabeça e espinhas de peixe, entre outros. A prova resultou na eliminação de Rodrigo.
 
Band/Reprodução
 

Os chefs ficaram, claro, assustados com a tarefa, com a exceção de Marcelo, que comemorou os ingredientes. "Fiquei muito feliz, pois são as coisas que gosto de usar na minha cozinha". O paulistano parecia ser o único confiante na tarefa - os outros participantes não sabiam exatamente o que fazer e muitas ideias foram abandonadas e mudadas no meio do percurso. Dayse, por exemplo, começou um capeletti nos últimos vinte minutos de prova e o serviu com um caldo de legumes. Apesar do nervosismo da chef, o resultado foi positivo. "A apresentação ficou delicada e o prato está muito saboroso. Parabéns", disse Fogaça. 

Já o prato de Marcelo decepcionou. O chef escolheu uma gema perfeita com creme de tutano e recebeu as críticas mais duras do episódio. "Isso aqui está ridiculo. Essa gema perfeita está crua. Acho que é a coisa mais ridicula que já vi nesse Masterchef. Você imagina servir isso aqui em um restaurante? Se imagina, a gente nunca vai trabalhar junto", disse Jacquin, levando Marcelo às lágrimas.

Uma das surpresas foi o prato de Ivo. Desde a estreia do programa, o pernambucano, que tem mais de 20 anos de experiência, é cotado como um dos mais provavéis a ganhar o reality. No episódio desta terça-feira (25), no entanto, ele foi um dos destaques negativos. O caldo de peixe defumado com sautée de verduras ficou gorduroso demais e não agradou os jurados. "A apresentação também não está boa. Você é um dos mais experientes, tem que ter cuidado", disse Paola. Erick Jacquin não foi tão benevolente: "isso aqui está horrível", disparou o francês. O também pernambucano João Lima não perdoou: "de uns tempos pra cá, tenho percebido que ele não é isso tudo. Ele precisa ver isso também". 

O creme de couve com talo de beterraba de Fádia Cheiato também surpreendeu, mas de maneira positiva. A paulistana, que estava extremamente insegura com a escolha, foi elogiada pelos chefs. "Nem dá pra dizer que você fez isso aqui com restos. Ficou ótimo", disse Paola. A chef ganhou a prova e subiu ao mezanino, acompanhada de Dayse e Dário.

Na prova de eliminação, João, Priscylla, Rodrigo, Ivo, Luiz Felipe e Marcelo precisaram mostrar suas habilidades de confeitaria. Em duas horas e meia, os chefs tiveram que replicar o mil folhas Opéra, clássico da culinária francesa - uma sobremesa com oito camadas e um total de apenas três centímetros de altura. "Quem perder hoje vai perder com classe", comentou Fogaça.

Priscylla e Ivo, inexperientes com sobremesas, foram os que tiveram mais dificuldades. Ivo não sabia por onde começar e Priscylla começou tarde demais: após uma hora de prova, a chef não tinha completado nenhuma das etapas. No mezanino, os vencedores começaram a se preocupar. "Se eu for pra final, eu quero ir com Ivo", disse Dário. "Ele não pode sair, é o mais experiente, o paizão", completou Dayse, que já foi sous-chef do pernambucano.

As camadas da sobremesa de João ficaram grossas demais e o resultado não agradou. A de Rodrigo, apesar de seca, ficou saborosa, assim como a de Ivo, que foi chamada de "quase perfeita" por Jacquin. "Nunca imaginei que fosse fazer uma coisa dessas na minha vida", emocionou-se o pernambucano. A Opéra de Marcelo, apesar de torta e grossa demais em alguns pontos, agradou os jurados e a de Priscylla, também. Esteticamente, a torta de Luiz Felipe estava perfeita, mas o gosto, segundo os jurados, estava muito enjoativo. A deliberação dos jurados foi feita com ajuda da chef convidada Amanda Lopes, especialista em patisserie francesa. Ela escolheu Marcelo e Ivo como os melhores da prova.

Já o eliminado da noite foi Rodrigo, que teve dificuldades de cortar e montar a massa da sobremesa. "Eu saio super tranquilo. Foi uma prova difícil e fiz o meu melhor", disse o chef. O vencedor do reality levará R$ 170 mil, além de um automóvel e o troféu de MasterChef Profissional. MasterChef Profissionais é exibido na Band todas as terças, às 22h30, e no Discovery Home & Health nas sextas-feiras, às 19h30.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade