SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Clara Ghimel apresenta no Clube do Choro disco gravado em Portugal

O show será nesta terça-feira às 21h

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/11/2016 07:32

Irlam Rocha Lima

Cynthia Pastor/Divulgação

Cidadã do mundo, a baiana Clara Ghimel agora é lisboeta. Mas ela já passou por São Paulo, Amsterdã e Paris. De volta a Brasília, a cantora e compositora de talento, pode se vista hoje, às 21h, no palco do Espaço Cultural do Choro, onde faz show de pré-lançamento do Iluminadas, CD gravado em Portugal.

Nessa apresentação, Clara interpreta boa parte das músicas do álbum e outras dos discos anteriores Entremares (2008), Old poster (2002) e Every night of the week (1996). Ela tem a companhia da banda formada por Fernando Dellateretti (piano), Luiz Peixoto (guitarra), Neo Andrade (baixo) e Robinho Batera (bateria e percussão). Quem faz a abertura é o duo formado pelos cantores brasilienses Zeno e Mario Noia.

Dona de um timbre personalíssimo, a cantora iniciou a trajetória artística em Salvador — onde nasceu —, na década de 1980. “Naquela época, dividia meu tempo entre estudos universitários e ensaios musicais. Acompanhada por violão, costumava cantar músicas consideradas difíceis, sobretudo o repertório de Milton Nascimento, Lô Borges e de outros compositores do Clube da Esquina”, lembra.

“Quando avançou nos estudos de inglês, Clara mergulhou nas águas do jazz e do blues. “Naquele período não tinha paciência para a Bossa Nova, ou por qualquer outra vertente da MPB, embora fosse admiradora de Tom Jobim e Elis Regina. “Não queria repetir algo já gravado e me encontrei no blues e na soul music”, diz. A predileção dela era por artistas norte-americanos como Aretha Franklin, Etta James, James Brown, Joni Mitchell, Mahalia Jackson, Ray Charles e Tina Turner.

O marco inicial da carreira profissional foi Every night of the week, o CD de estreia produzido por André Christovam. Depois vieram Older post, que teve produção de Alexandre Fontanetti, o mesmo do Bossa’n’roll, de Rita Lee. “Para o Entre mares, meu álbum seguinte, de 2008, musiquei poemas de Luis de Camões, Fernando Pessoa, Florbela Spanca, Sophia de Melo Breynere Ana Luisa Amaral”, destaca.

Predileção


Para Clara, Entremares foi um projeto audacioso. “Senti que estava segura para levar adiante algo diferenciado, com o objetivo de musicar o legado de alguns poetas portugueses. A minha predileção por criar melodias, fez com que me envolvesse completamente na seara poética. Trabalhei na produção desse projeto com Edu Gomes e Adriano Grineberg. O Edu traduziu em arranjos as minhas composições”, acrescenta.

Iluminadas, o álbum que o brasiliense vai tomar conhecimento nesta noite, em primeira audição, tem 13 faixas inéditas, sendo seis totalmente autorais, e outras criadas em parceria com Cris Rodrigues, que assina as letras — representativas da multifacetada produção musical de Clara. Suite 1 abre o repertório, que traz canções como Música e poesia, Saudade, Para quem ama e Tua voz, às quais se juntam Fado das velas, o blues Just be special, Jazzy e a afro-baiana Xangô.

Em Iluminadas, com arranjos criados pela cantora, destacam-se as guitarras elétricas e acústicas de Edu Gomes; a batida da bateria de Daniel Lanchinh; o baixo acústico de Airton Fernandes, o piano de Adriano Grineberg e o cello de Marisa Silveira. “O cantor paulista Edson Cordeiro imprime um brilho especial ao disco, ao participar da canção Música & Poesia”, ressalta Clara Ghimel.

Clara Ghimel

Show da cantora e banda hoje, às 21h, no Espaço Cultural do Choro (Eixo Monumental, ao lado do Centro de Convenções Ulysses Guimarães). Ingresso: R$ 30 e R$ 15 (meia para estudantes). Não recomendado para menores de 14 anos. Informações: 3224-0599.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade