SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Com música nordestina como essência, Beirão lança DVD '35 anos de Forrock'

O trabalho foi gravado no Parque Três Meninas em Samambaia e reúne canções como 'Baião internauta' e 'Forró punk'

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/11/2016 09:01

Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press
 

Beirão está lançando o DVD 35 anos de Forrock, gravado no Parque Três Meninas em Samambaia. Não tem superprodução, efeitos especiais ou cenário falso. Ele preferiu gravar com os recursos de que dispunha, concedidos pelo FAC, sem maquiar ou fazer malabarismos para dissimulação: “Todos nós, os artistas de Brasília e do Brasil, dependemos de patrocínio para sobreviver e divulgar o nosso trabalho. Eu poderia gravar no São João do Cerrado, mas não seria verdadeiro. preferi fazer um DVD simples e investir na edição de arte para que ele ficasse mais interessante. O DVD me mostra realmente como eu sou, sem mentira ou enganação”.

O DVD é uma homenagem a Jackson do Pandeiro, Luiz Gonzaga, Mick Jagger, o rock. O DVD reúne as canções Baião internauta, Pop star do sertão, Bom de baião, Ciranda na praia, Forró punk, entre outras. Toda a produção musical foi comandada por Paulinho, ex-integrante da banda Trem das Cores “É uma mistura de Mick Jagger com o sertão de Jackson do Pandeiro”, define Beirão: “Mostro a música do Nordeste. Apresento canções que falam do momento político e social do país.”

Beirão começou a prestar atenção na mixagem entre rock e música popular brasileira ao ver os shows de Odair Cabeça de Poeta. Depois, acompanhou todo o ciclo de shows no restaurante Bom Demais, durante a década de 1980, com Cássia Éller. Sempre ouviu literatura de cordel, Torquato Neto, Caetano Veloso, Zé Ramalho: “Uso elementos do forró e do rock. Muita gente já fez isso. Mas você tem de usar com propriedade. É preciso saber misturar zabumba, guitarra e bateria sem descaracterizar a música nordestina. A essência do meu trabalho é a música nordestina”.

Beirão toca em Tocantins, em Fortaleza, em Barreiras, em Tocantins, nos Estados Unidos e na Alemão. Sobe em múltiplos palanques sem preconceitos: “Defendo a democracia, já subi em palco para fazer shows a favor de causas sociais, mas não sou vinculado a nenhum partido. Toco tanto em lugares que gostam do forró de pé de serra tradicional quanto dos que apreciam o rock”

Em suas inúmeras viagens pelo Brasil, Beirão observou que o país sofreu um retrocesso cultural muito grande nos últimos tempos, com circulação da música submetida ao balcão de negócios: “Não tenho nada contra qualquer gênero musical. No entanto, a massificação estraga tudo. Para mim, não interessa pagar jabá. O que interessa é a expressão musical e os artistas de verdade.  É lamentável, mas algumas pessoas que dominam as emissoras de rádio não têm compromisso com a cultura brasileira.  Eu sigo fazendo o trabalho no qual acredito. Não sou famoso, mas sou conhecido em muitos lugares, viajei pelo Brasil e pelo mundo”.

 

Serviço
DVD Beirão – 35 anos de forrock
À venda na Alternative Discos (Ed. Miguel Badya)

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade