SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

'Animais fantásticos e onde habitam' chega aos cinemas da capital

A história se passa 70 anos antes do bruxinho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/11/2016 07:30 / atualizado em 17/11/2016 11:46

Warner Bros/Divulgação


O fim da saga Harry Potter deixou muita gente órfã. Desde que J.K. Rowling colocou um ponto final em As relíquias da morte e que subiram os créditos da segunda parte do último episódio nos cinemas, os fãs recebem com fervor qualquer novidade ou notícia no universo do bruxinho. Hoje, o presente para os admiradores de Potter é conhecer o que havia no mundo mágico anos antes dele nascer com a estreia de Animais fantásticos e onde habitam.

Muito aguardado, o filme estreia meses depois do lançamento do roteiro da peça de teatro Harry Potter e a criança amaldiçoada em livro. A obra dava prosseguimento à vida do bruxo depois dos eventos em As relíquias da morte. Se o salto no novo livro é para o futuro, em Animais fantásticos o foco se coloca no passado, precisamente 70 anos antes de Potter.

Inicialmente, a nova franquia seria uma trilogia, mas agora terá cinco filmes. O enredo apresenta o estudioso Newt Scamander. Autor de um livro didático sobre criaturas extraordinários, adotado anos depois na Hogwarts de Potter, o personagem é interpretado pelo ator Eddie Redmayne (que fez Stephen Hawking em A teoria de tudo).



O filme é também uma chegada ao mundo mágico americano, com regras e leis diferentes das que existem na Inglaterra, onde se passam todas as aventuras de Harry Potter e seus colegas.

Com a interpretação do personagem desastrado e estranho, o ator Eddie Redmayne percebeu com intensidade o envolvimento intenso dos fãs com o universo de Rowling. “Eu sinto como se o mundo de J.K. Rowling fosse de propriedade de todos em alguns aspectos. As pessoas têm crescido com ele e tenho a sensação de que é um universo em que existe uma visão maravilhosa de todos se envolverem”, disse à CBS.

No filme, o desajeitado Newt chega à cidade de Nova York sem grandes pretensões para além de devolver uma de suas estranhas criaturas ao deserto do Arizona, mas se vê envolvido em uma confusão quando os bichos fogem de sua mala (onde estavam presos) e ele precisa capturá-los outra vez.

Além disso, Newt se vê envolvido em uma história complexa e cheia de ameaças. A principal delas é o bruxo Grindelwald — interpretado, numa escolha polêmica, por Johnny Depp. Obcecado pelas relíquias da morte, Grindelwald quer criar uma nova ordem no mundo mágico.

A possibilidade de o mundo mágico ser descoberto, talvez seja a trama central do longa. Com a revelação, aconteceria uma guerra entre bruxos e não bruxos. O longa faz, o tempo todo, paralelos com a intolerância de tempos atuais ao mostrar o crescimento do ódio contra a possibilidade de existirem bruxos.

Por trás das lentes
Em vídeo de divulgação do longa, Rowling falou sobre como surgiu o interesse por dar mais destaque ao personagem, antes apenas uma citação.  “Enquanto eu escrevia os livros, fiquei bastante interessada na personalidade de Newt Scamander”, explica.

A autora falou também sobre as características que marcariam seus personagens e o novo filme. “Meus heróis são sempre pessoas que se sentem excluídas, estigmatizadas ou anormais. Então, isso é parte da essência de tudo o que escrevo. E, sem dúvida, é a essência deste filme”, esclareceu.

Com orçamento de US$ 150 milhões, Animais fantásticos e onde habitam foi dirigido por David Yates, responsável também por alguns dos filmes de Harry Potter. Mesmo achando precoce falar sobre isso, Yates disse à imprensa que quer estar à frente de todos os longas da franquia. “Eu poderia, em algum ponto, dar chance para outras pessoas, porém você se torna meio possessivo. Em Harry Potter, depois que fiz um, gostei tanto que quis outro. No fim, eu tinha que terminar, não podia deixar ninguém fazer isso”, completa.

O diretor falou também sobre a qualidade da estreante J.K. Rowling nos roteiros. Apesar de estar próxima de todas as produções, ela nunca havia assinado um script. “Ela aprende bem rápido. Então, depois de alguns meses nesse processo, ela pegou o jeito muito, muito rápido”, contou.

Escolha polêmica
Escalado para interpretar o vilão Grindelwald, Johnny Depp foi uma escolha muito contestada pelos fãs de Rowling. O motivo da repulsa ao ator foram as acusações da ex-mulher de Depp, a atriz Amber Head, de agressão. Amer chegou a divulgar um vídeo em que Depp aparece furioso. A participação dele na franquia, mantida em silêncio até as vésperas do lançamento, foi defendida tanto pelo diretor David Yates quanto por Rowling. “O que as pessoas devem lembrar sobre Johnny é que ele é extremamente talentoso e não perdeu esse talento”, disse o diretor.

Para os fãs
No sábado, o lançamento dos livros Mergulhe na magia: os bastidores de Animais fantásticos e onde habitam e A maleta de criaturas: Explore a magia do filme vai se transformar num encontro para fãs do universo de Harry Potter. Promovido simultaneamente em várias cidades do país, o evento, com sorteios e brincadeiras, ocorre em Brasília no Centro Cultural do Conjunto Nacional (terceiro piso) às 15h.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.