SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Homenagem a Renato Russo reúne três mil pessoas no Centro de Convenções

Espetáculo Renato Russo - O musical voltou à cidade, dez anos depois da estreia, para marcar os 20 anos da morte do ex-líder da Legião Urbana

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/11/2016 10:48

Irlam Rocha Lima

Gustavo Vasconcellos/Divulgação
 
 
A emoção tomou conta de três mil pessoas que assistiram na noite desse sábado (26/11), no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, a Renato Russo - O musical. O espetáculos estrelado por Bruce Gomlevsky voltou a Brasília dez anos depois da estreia no CCBB e foi reapresentado como um tributo ao ex-líder da Legião Urbana, na passagem dos 20 anos da morte dele. 
 
 
A peça revisitou a trajetória de Renato, contando passagens marcantes da vida e da carreira do cantor, desde a criação da banda punk Aborto Elétrico, passando pela fase de Trovador Solitário, até a morte, vitimado pela Aids. Fatos como a criação da Legião Urbana, a tentativa de suicídio cortando os pulsos e a trajetória de sucesso da banda, nada foi deixado de fora, inclusive o histórico show no estádio Mané Garrincha, em junho de 1988, e a relação com o norte-americano Scott. Fizeram parte também do roteiro aspectos como a gravação dos discos solos "Stone wall revolution" e "Equilíbrio distante". 
 
Gustavo Vasconcellos/Divulgação
 

Sentadas na primeira fila, em frente ao palco, a mãe do cantor, Carminha Manfredini, e a irmã, Carmem Teresa, mostravam-se muito emocionadas com a homenagem a Renato. Quem também assistiu ao espetáculo foi Philippe Seabra, vocalista e guitarrista da Plebe Rude, banda que também participou do movimento Rock Brasília na década de 1980, que foi citada no decorrer do musical. No roteiro, tiveram destaque os clássicos criados por Renato e a Legião Urbana, como "Eduardo e Mônica", "Índios", "Será", "Vento no litoral", "Ainda é cedo", "Há tempos" e "Que país é esse".

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade