SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Ex-Game of thrones, Natalie Dormer diz que queria vingança contra Cersei

A atriz interpretava Margaery, que morreu na sexta temporada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/12/2016 21:06 / atualizado em 02/12/2016 10:01

Adriana Izel - Enviada especial /

Adriana Izel/CB/D.A Press


São Paulo -
A atriz Natalia Dormer encerrou, nesta quinta-feira  (1/12), o primeiro dia de painéis da Comic Con Experience, em São Paulo. Ex-intérprete da personagem Margaery Tyrell em Game of thrones, a atriz aproveitou para falar sobre a série, debater a igualdade de gênero no audiovisual e planos futuros.

Natalie Dormer revelou que antes de entrar no elenco da série da HBO era fã da fantasia épica. "Eu assistia como fã. Meu agente então me ligou e disse que tinha uma audição. Eu estava muito nervosa", lembra.

Mesmo fora do elenco da trama, já que sua personagem morreu na sexta temporada após uma armação de Cersei, ela se diz parte da família Game of thrones. "É uma grande família, tanto quem está a frente e por trás das câmeras", diz. Em relação a sucesso, ela afirma que os fãs internacionais são os grandes responsáveis: "há uma comunidade global de fãs. Não importa onde você estiver, mas Westeros sempre terá um espaço em nossos corações."

A morte na história baseada na saga As crônicas de gelo e fogo, de George R.R. Martin, não é novidade. Mas Natalie revela que ficou triste com o fim de sua personagem. "Eu não pensei que ela iria até o fim, mas não tinha ideia de como seria", completa. Para se vingar da morte de Margaery, ela diz que gostaria de ver Cersei sofrer e acha que Olena Tyrell vingará a família.

Feminismo


Dona de papéis femininos fortes e de destaque na carreira, Natalie Dormer teve um discurso de igualdade de gênero no painel. "A mudança está acontecendo. Há uma evolução. Um ser humano é um ser humano. Não interessa se tem vagina ou pênis", declara.

Atualmente fora de Game of thrones, a atriz busca trabalhos que a faça contar boas histórias. "Vou onde estiver boas histórias e atualmente elas estão na tevê. Mas quero fazer teatro, cinema...", adianta.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade