SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Casa popular Frida Kahlo abre novo projeto para mulheres

Inscrições para 'As desempregadas na Casa Frida' vão até 14 de abril

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/04/2017 16:40 / atualizado em 12/04/2017 16:45

Trupe Raiz de Circo/Raphael Carmona

Para quem gosta de circo e arte de rua, a Casa Frida convida mulheres a partir de 16 anos para se inscreverem no projeto As desempregadas na Casa Frida.

 

Na primeira etapa, o programa abre 10 vagas para participação em três oficinas de formação circense nas áreas de palhaçaria, acrobacia de solo e perna de pau. As participantes selecionadas poderão ser também ouvintes e colaboradoras do processo de montagem do espetáculo de rua As desempregadas e farão parte do minidocumentário de registro do projeto.

 

O projeto de circo almeja compartilhar a riqueza do processo de montagem de um espetáculo circense com o público jovem feminino e oferecer às participantes iniciação e aprendizado formativo na área. Além disso, tem intuito de difundir e multiplicar a linguagem circense para desenvolver a produção de cultura nas comunidades periféricas.

 

As interessadas em participar devem estar disponíveis para participar de todas as oficinas, do minidocumentário do projeto, do cortejo de rua (resultado do aprendizado das oficinas) e acompanhar e colaborar na montagem do espetáculo As desempregadas.

 

As inscrições são feitas por meio do e-mail casafridadf@gmail.com e devem conter nome, data de nascimento, endereço, telefone de contato e um breve escrito sobre o desejo e motivações da participante no projeto.

 

A iniciativa é idealizada pela Casa Frida em parceria com a artista circense Maria Tavares e apoio do FAC (Fundo de Apoio à Cultura) da Secretaria de Cultura do Distrito Federal.

 

Serviço

Casa Frida (Rua 30, casa 121 - Vila Nova, São Sebastião). Às terças-feiras, de 14h às 16h e às quintas, 14h às 17h. Inscrições para as oficinas até 14 de abril. Carga horária total: 60 horas. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.