Drake afirma ter sido vítima de discriminação racial em hotel nos EUA

'Lugar mais ofensivo em que já fiquei', afirmou o rapper, que se hospedou no hotel The Madison Club, na Califórnia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/04/2017 09:41

Getty Images/Reprodução
 
Drake acusou um dos hotéis mais luxuosos da Califórnia, o The Madison Club, de discriminação racial. O rapper canadense esteve hospedado durante o último final de semana para participar do festival de música Coachella. Segundo informações da revista People, após sua estadia, Drake teria publicado um comentário sobre a polêmica em seu Instagram e deletado logo em seguida. 

''O lugar mais ofensivo em que fiquei na minha vida inteira, onde o staff decide as pessoas que ele vai receber de acordo com o seu perfil racial'', escreveu ele na postagem. 

Momentos antes de Drake retirar a mensagem de sua rede social, o hotel emitiu um pedido de desculpas ao artista. ''Estamos tentando resolver este problema o mais rápido possível'', informou o Madison Club a Drake, de acordo com a publicação. 

''A satisfação do consumidor é nossa prioridade e o fato de você ter tido essa experiência é constrangedor para nós. Pedimos desculpas pelo inconveniente'', afirmou o hotel, que ainda disse ser intolerente a práticas de racismo e que as denúncias de discriminação serão investigadas. 

Apesar de não ter sido escalado como uma das atrações do festival, Drake participou do show do rappper Future, no último sábado, 15. Os dois já gravaram uma mixtape juntos chamada What a time to be alive, lançada em 2015. 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.