'Baywatch - S.O.S Malibu' e 'Tudo e todas as coisas' chegam aos cinemas

Versão cinematográfica da franquia Baywatch promete ser mais cômica do que a série televisiva

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/06/2017 07:30 / atualizado em 15/06/2017 09:48

Reprodução/Internet

As duas principais estreias da semana nos cinemas brasileiros são versões cinematográficas de outras produções. Baywatch – S.O.S Malibu, por exemplo, tem inspiração na série televisiva lançada no fim dos anos 1980 nos Estados Unidos, que mostrava o dia a dia dos salva-vidas nas praias de Los Angeles, na Califórnia. A principal estrela na tevê era a atriz Pamela Anderson.


A versão de Baywatch feita para as telonas demorou quatro anos desde a ideia até a estreia. Sob direção de Seth Gordon, o filme mantém o mesmo personagem principal da série, o salva-vidas Mitch Buchannon — o único que ficou em todas as temporadas da produção. Só que o papel que foi de David Hasselhoff na telinha agora é interpretado por Dwayne Johnson.

A história acompanha Mitch, um salva-vidas orgulhoso de seu trabalho, que, ao treinar um novo recruta Matt Brody (Zac Efron) descobre uma conspiração criminosa na baía californiana. O grande diferencial do longa-metragem para o seriado é a linguagem. Se a série tinha um ar mais dramático, a escolha no filme foi adotar um ar de comédia.

Apesar da divulgação pesada em torno do filme e das estrelas, o longa não tem agradado a crítica internacional. O elenco ainda tem Alexandra Daddario, Jon Bass, Kelly Rohrbach e Priyanka Chopra, além das participações especiais de Pamela Anderson e David Hasselhoff.

Romance adolescente
Tentando ter o mesmo sucesso do best-seller homônimo de Nicola Yoon, o filme Tudo e todas as coisas chega às telonas com o objetivo de conquistar o público adolescente. A história é centrada na personagem Madeline (Amandla Stenberg), que, por conta da síndrome da imunodeficiência combinada, passou 17 anos da vida vivendo em uma espécie de redoma.

Devido a doença, que deixa o sistema imunológico da jovem prejudicado, ela não tem contato com o mundo. Maddy só tem acesso a mãe Pauline (Anika Noni Rose), a enfermeira Carla (Ana de la Reguera) e a filha dela, Rosa (Danube Hermosillo). Assim que completa 18 anos, uma nova família se muda para a vizinhança e Maddy se apaixona a primeira vista por um dos integrantes, Olly (Nick Robinson).

Mas o casal terá que enfrentar muitos desafios para ficar junto e o romance aborda essa mudança na vida de Madeline, que fará de tudo para viver esse amor e também para, finalmente, conhecer o mundo, o qual foi impedida ao longo de sua vida.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.