Disco 'Ok Computer' completa 20 anos. Leia mais sobre esse clássico!

Terceiro disco da banda Radiohead foi um marco para a carreira do grupo e para a música na década de 1990

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

Reprodução/Internet
 

Foi dentro de um castelo construído no fim dos anos 1400 que o Radiohead gravou o mais importante disco da carreira da banda. Considerado por muitos críticos como um dos últimos álbuns clássicos do rock, Ok Computer colocou o grupo britânico em novo patamar e influenciou muito do que veio depois com a sonoridade experimental e inovadora e temas ainda muito atuais. O álbum completa 20 anos agora.



O castelo, revelou o vocalista Thom Yorke depois, foi fundamental para a atmosfera do disco. A sonoridade dos amplos espaços e a reverberação marcaram profundamente a maneira como as canções de OK Computer soam. “O lugar onde gravamos teve bastante influência. Já tínhamos as músicas, mas conseguimos tocá-las de uma maneira rara. Era uma casa encantada”, contou Yorke, em uma entrevista para a tevê britânica.

Com OK Computer, o Radiohead alcançou um novo posto no rock mundial. A banda antes tinha ecos do grunge americano e se enquadrava no chamado britpop. O sucesso estrondoso do hit Creep (de 1993) era um peso, como se o grupo não fosse capaz de emplacar outras canções nas paradas.

Até então, o Radiohead havia lançado dois álbuns, Pablo honey e The bends. OK Computer foi gravado entre 1996 e 1997 e representou uma mudança no som da banda. A utilização de elementos eletrônicos e o experimentalismo mostravam de cara que o grupo estava diferente. Elementos eletrônicos, pianos, teclados e sintetizadores marcam o som do álbum.

Para encontrar as novas sonoridades, o grupo contratou um outro produtor. Nigel Godrich foi fundamental no processo de construção do disco. Para muitos, Godrich tornou-se quase um sexto membro do quinteto já que assina a produção de sete dos nove álbuns da banda.

Ok Computer antecipa questões que estariam ainda mais presentes anos depois do lançamento do disco. O título, por si, é já um questionamento à importância da tecnologia, o que inegavelmente tornou-se muito mais forte depois. As letras melancólicas e doloridas de Thom Yorke falam sobre consumismo, alienação, isolamento e outros temas que permanecem muito atuais.

Quando entregou o disco à gravadora, o grupo ouviu que Ok Computer provavelmente não daria certo por ser pouco comercial. Os executivos, no entanto, estavam errados. O álbum alcançou o primeiro lugar das paradas britânicas e foi o maior sucesso mundial da banda.

Paranoid android provou que Creep não era o único hit que o grupo inglês conseguiria compor. Karma police e No surprises, grandes sucessos do Radiohead, também estavam no álbum.

Recentemente, a banda anunciou uma nova versão do álbum para comemorar o aniversário. Com três discos de vinil e dois CDs, o pacote traz todas as canções remasterizadas e conta ainda com três músicas inéditas. A previsão do grupo é de que as vendas comecem em 23 de junho.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.